Sorteio vapt-vupt: Meu Livro de Perguntas

Publicado em 09.03.17

Olá, pessoal! Estão a fim de mais um sorteio? :D Desta vez, o livro escolhido é o Meu Livro de Perguntas, que você pode conhecer melhor no post da resenha. Se estiver interessado em concorrer a essa belezinha, não perde tempo: este sorteio é vapt-vupt, quando viu, já foi. É só até sábado, dia 11/03, às 23:59, e no domingo já sai o resultado. Viu, assim nem dá tempo de bater aquela ansiedade! ;P

 

Como concorrer?

Pra concorrer a este livro, você só precisa fazer uma única coisa: curtir a fanpage do Fluffy no Facebook. Se você já curte, ótimo! É só preencher o formulário abaixo com o endereço do seu perfil da rede social (coloque a URL para que eu possa encontrar caso precise, ok?). Se você ainda não curte a fanpage ( xO ) é só clicar no botão aqui embaixo, e depois preencher o formulário da mesma forma. Fala sério, facilitei a sua vida, né? 8)

Mas caso nenhum botão apareça pra você, não entre em pânico, você pode ir até a página e curtir por lá, clicando aqui. Ei! Depois não esquece de voltar aqui pra preencher seu nome, tá bom? ;)

 

Formulário de participação

E a vencedora foi…
Bianca Pacheco!

Já entrarei em contato com a vencedora, e o prazo para resposta é de 3 dias.

Como a vencedora não respondeu ao contato dentro do prazo, está sendo sorteada outra pessoa. E a nova ganhadora é:
Idelmária dos Santos Ferreira!

Novamente entrarei em contato com a vencedora, e o mesmo prazo de 3 dias fica valendo.

Obrigada a todos que participaram!


Informações importantes:

  • 1. Prêmio: Um exemplar do livro “Meu livro de perguntas”. O prêmio não poderá ser trocado, transferido para outra pessoa e/ou convertido em dinheiro.
  • 2. Participantes: Promoção válida para quem mora ou tem um endereço de entrega em território brasileiro. É válida apenas uma participação por pessoa.
  • 3. Datas: O sorteio inicia em 09/03/2017 e termina em 11/03/2017, às 23:59. O resultado será divulgado neste post no dia seguinte.
  • 4. Sorteio: Este sorteio será realizado através do formulário do Google Docs, e a escolha do vencedor se dará por sorteio aleatório no site Random.Org, entre todas as pessoas que estiverem inscritas. Todas as regras de participação serão conferidas antes do resultado ser validado.
  • 5. Contato ao vencedor: O vencedor será comunicado por e-mail (o mesmo informado no formulário de participação), e deverá responder o contato em até 3 dias. Caso não haja resposta dentro do prazo, o vencedor será desclassificado, e será sorteada outra pessoa em seu lugar.
  • 6. Divulgação do vencedor: Ao participar dessa promoção, todos os participantes automaticamente autorizam ter seu nome divulgado, em caso de vitória, tanto no blog quanto nas redes sociais a ele vinculadas.
  • 7. Envio do prêmio: O prêmio será enviado em até 7 dias e o prazo de entrega será estabelecido pelos Correios, a partir do código rastreio, fornecido ao ganhadore. O blog não se responsabiliza por qualquer extravio por parte dos Correios, e caso o prêmio retorne por erro de endereço ou destinatário ausente, o vencedor fica responsável por pagar um novo envio.
  • Boa sorte a todos!

    Assuntos:
    Gabi Orlandin
    Post escrito por: Gabi Orlandin

    Stephanie Perkins – Aconteceu naquele verão

    Publicado em 22.02.17
    Aconteceu naquele verão Resenha do livro

    Aconteceu naquele verão
    Doze histórias de amor
    Stephanie Perkins
    Editora Intrínseca, 2017
    384 páginas

    Submarino Saraiva

    Bem-vindos à estação mais ensolarada e apaixonante de todas! No verão, somos todos iguais, diz um dos personagens do conto “Mil maneiras de tudo isso dar errado”. No Brasil, nos Estados Unidos ou em qualquer lugar do globo, uma coisa é certa: no verão, nossos corações ficam mais leves, mais corajosos, impetuosos e confiantes — talvez por isso esta seja a estação perfeita para se apaixonar… e Aconteceu naquele verão é o livro ideal para quem adora histórias de amor.

    Mas essa coletânea tem algo ainda mais especial. Algumas histórias têm uma pitada de estranheza, de mistério, um toque sobrenatural. Em “Cabeça, escamas, língua, calda”, a lagoa de uma cidadezinha é morada de um monstro marinho que só uma menina vê. No intrigante “Inércia”, dois grandes amigos há muito afastados vão se encontrar num quarto de hospital para uma última visita. No belo “O mapa das pequenas coisas perfeitas” é sempre dia 4 de agosto. Presos num loop temporal, dois jovens vão comprovar do que a força do amor é capaz.

    A lição é simples: o amor não escolhe lugar nem hora para surgir. Coloque seus óculos escuros e abra sua cadeira de praia, porque neste verão você terá doze motivos para suspirar e se apaixonar.

    A primeira coletânea de contos organizada por Stephanie Perkins foi O presente do meu grande amor, publicado em dezembro de 2014 pela Intrínseca. Nele, doze autores foram convidados para escrever pequenas histórias de Natal. Seguindo a mesma ideia, a autora lançou agora o Aconteceu naquele verão, uma antologia com histórias de amor que acontecem – adivinhem! – no verão! São doze novos autores apresentando os mais diversos estilos de histórias sobre aqueles amores que acontecem na época mais quente do ano.

    Eu adoro Stephanie Perkins, então sempre quero ler tudo o que ela escreve – ou nesse caso, organiza. Eu já tive a experiência da coletânea anterior, que foi positiva pra mim, então nem pensei duas vezes antes de ler este novo livro. Afinal, é sempre bom intercalar um livro de contos entre uma leitura e outra, pois são histórias curtinhas e rápidas de ler. Dessa vez, essa foi uma experiência quatro estrelas.

    À primeira vista, o que me chamou a atenção logo de cara, e me surpreendeu positivamente, foi a capa: ela segue o mesmo estilo do livro anterior, e apresenta as ilustrações de todos os doze casais retratados nos contos. É divertidíssimo ler e reconhecer cada personagem, por isso eu fiz o mapinha abaixo:

    Aconteceu naquele verão Resenha do livro

  • 1. Cabeça, escamas, língua, cauda, de Leigh Bardugo
  • 2. O fim do amor, de Nina Lacour
  • 3. O último suspiro do Cinemorte, de Libba Bray
  • 4. Prazer Doentio, de Francesca Lia Block
  • 5. Em noventa minutos, vá em direção a North, de Stephanie Perkins
  • 6. Lembranças, de Tim Federle
  • 7. Inércia, de Veronica Roth
  • 8. Amor é o último recurso, de Jon Skovron
  • 9. Boa sorte e adeus, de Brandy Colbert
  • 10. Nova atração, de Cassandra Clare
  • 11. Mil maneiras de tudo isso dar errado, de Jennifer E. Smith
  • 12. O mapa das pequenas coisas perfeitas, de Lev Grossman

  • Como todo livro de contos, existem as histórias que gostamos e as que não curtimos tanto, e a mesma coisa aconteceu com esta coletânea. Alguns contos foram realmente sem sentido pra mim, enquanto outros (oi, Stephanie Perkins!) ganharam cinco estrelas e um favorito no meu coração.

    Tive a sensação de que, nessa segunda coletânea, os autores se inclinaram um pouquinho mais para o sobrenatural. Não é de hoje que me sinto desanimada com histórias que envolvem seres fantásticos e magia, e nos últimos meses, essa tendência a não querer ler nada do estilo tem se intensificado, tanto que não leio nada do gênero há um bom tempo.

    E, logo no primeiro conto eu me deparei com exatamente isso: um ser sobrenatural que vivia nas águas de uma cidadezinha pequena. O conto não foi de todo ruim, mas não é aquela coisa que arrebata meu coração, e não foi o conto perfeito pra eu começar este livro com o pé direito. Isso faz sentido? |D Porém, como a história era curtinha, eu logo estava em outra vibe, curtindo uma história totalmente diferente, e isso é o mais legal em livros de contos: cada leitor encontrará um conto pra chamar de seu, pra amar do fundo do coração, pois tem histórias para todos os gostos e estilos.

    Aconteceu naquele verão é aquele tipo de livro que você lê rapidinho, se apaixona por alguns casais e deixa outros passarem assim, meio sorrateiros. É perfeito pra ler no verão, sentindo aquela brisa no ar, aquele calor que aquece os corações de nossos casais apaixonados. Para quem tem interesse, não perca tempo: o verão ainda está por aí, ainda dá tempo de achar um amor, mesmo que seja apenas nas páginas desse livro. ;P

    Gabi Orlandin
    Post escrito por: Gabi Orlandin

    Sorteio: Trilogia Splintered completa!

    Publicado em 07.02.17

    Sorteio Splintered

    Olá, pessoal! Quem está louco por mais um sorteio? |D Dessa vez, resolvi desapegar da linda trilogia Splintered, pois sei que estes livros encontrarão um novo leitor que vai cuidar com muito carinho deles. :) O sorteio inicia hoje, 07/02, e termina em 20/02. O resultado será divulgado aqui nessa página no dia seguinte, e mais informações vocês encontram no final desse post.

     

    É muito fácil participar:

  • 1. Curtir as fanpage do Fluffy e da Novo Conceito no Facebook. Se você ainda não curte, é só clicar nos botões abaixo.
  • 2. Preencher o formulário abaixo, informando seu nome, seu e-mail e o seu perfil do Facebook.
  • E a vencedora foi…
    Caroline Garcia Hellmann! Parabéns!

    Já entrarei em contato com a vencedora, e o prazo para resposta é de 3 dias.
    Obrigada a todos que participaram!


    Informações importantes:

  • 1. Prêmio: Os três livros da trilogia “Splintered”, publicados e cedidos pela Editora Novo Conceito. O prêmio não poderá ser trocado, transferido para outra pessoa e/ou convertido em dinheiro.
  • 2. Participantes: Promoção válida para quem mora ou tem um endereço de entrega em território brasileiro. É válida apenas uma participação por pessoa.
  • 3. Datas: O sorteio inicia em 07/02/2017 e termina em 20/02/2017. O resultado será divulgado neste post no dia seguinte, 21/02.
  • 4. Sorteio: Este sorteio será realizado através do formulário do Google Docs, e a escolha dos vencedores se dará por sorteio aleatório no site Random.Org, entre todas as pessoas que estiverem inscritas. Todas as regras de participação serão conferidas antes do resultado ser validado.
  • 5. Contato ao vencedor: O vencedor dos três livros será comunicado por e-mail (o mesmo informado no formulário de participação), e deverá responder o contato em até 3 dias. Caso não haja resposta dentro do prazo, o vencedor será desclassificado, e será sorteada outra pessoa em seu lugar.
  • 6. Divulgação do vencedor: Ao participar dessa promoção, todos os participantes automaticamente autorizam ter seu nome divulgado, em caso de vitória, tanto no blog quanto nas redes sociais a ele vinculadas.
  • 7. Envio do prêmio: O prêmio será enviado em até 7 dias e o prazo de entrega será estabelecido pelos Correios, a partir do código rastreio, fornecido aos ganhadores. O blog não se responsabiliza por qualquer extravio por parte dos Correios, e caso o prêmio retorne, o vencedor fica responsável por pagar um novo envio.
  • Boa sorte a todos!

    Gabi Orlandin
    Post escrito por: Gabi Orlandin

    Comprando itens de organização pela internet

    Publicado em 01.02.17

    Li o livro de Marie Kondo, A mágica da arrumação, no período das férias de dezembro. Não falei muito sobre ele aqui no blog, mas foi uma ótima leitura. Depois de conhecer a técnica de arrumação japonesa criada pela autora – e chamada de técnica KonMari em homenagem ao seu próprio nome –, eu fiz algumas mudanças no meu quarto. Desapeguei de vários itens antigos e que já não queria mais, e consegui manter somente (ou quase somente!) o que me traz felicidade, que é a ideia por trás da técnica. A verdade é que eu tenho uma dificuldade enorme em desapegar, mas fiz o possível! ;P

    No livro, Marie afirma que é contra itens de organização, e eu entendo o por quê: quando compramos aquela montoeira de organizadores, nunca jogamos nada dos nossos pertences fora, pelo contrário, vamos acumulando coisas que nem sabemos que estão lá. Por isso, o mais correto é você organizar tudo na sua casa sem a ajuda desses itens.

    Porém, eu não posso negar que, em determinados aspectos, amo organizadores. Ao contrário de muita gente que levou a técnica de Marie Kondo ao pé da letra, eu coloquei em prática o que achei ser saudável pra mim, e encontrei o equilíbrio entre ter vários organizadores, sem saber o que está lá dentro, e usar estes itens para realmente organizar o que quero manter – de verdade.

    Então, existem alguns tipos de organizadores que uso e recomendo para organizar minhas coisas ou criar mais espaço onde eu precisava (por exemplo, dentro de um armário). Pensando nisso, resolvi buscar na internet algumas ideias de organizadores que eu uso, e outros que eu acho bacana pra colocar o quarto em ordem. E o melhor: a maioria deles têm um preço bem acessível! Vamos ver?

    Eu amo comprar estes itens na internet! Sabe por quê? Pois além de evitar filas, eu posso ver todos os itens disponíveis a um clique, todos de uma só vez! *-* Acho muito mais prático do que procurar na loja e, às vezes, ter que ir a várias para achar o que eu quero – e, às vezes, nem vejo tantas opções. Pela internet é muito mais fácil!

    Além disso, pela internet dá pra aproveitar cupons de desconto exclusivos de sites que disponibilizam, como o Cupom.Org, e economizar um dinheirinho. Por exemplo, neste post, utilizei produtos do site do Carrefour pra me inspirar, mas você pode encontrar estes itens em diversos sites pela internet. ;)

    Curtiram o post? Vocês costumam usar itens de organização no dia a dia?

    Gabi Orlandin
    Post escrito por: Gabi Orlandin

    Mark B. Mills – Esperando por Doggo

    Publicado em 29.01.17
    esperando por doggo

    Esperando por Doggo
    Um homem. Um cachorro. Um grande amor.
    Mark B. Mills
    Editora Novo Conceito, 2015

    Dan achava que tinha uma vida feliz com Clara, mas, de uma hora para outra, ela desaparece inesperadamente de sua vida, deixando para trás apenas uma carta de despedida e um cachorro. A pequena criatura é incomum e sequer tem um nome definitivo, ele é simplesmente chamado de Doggo. Agora, Dan tem a missão de devolver Doggo, e, ao mesmo tempo, encontrar um novo emprego. A primeira missão parece ser fácil, a segunda, nem tanto. Com o passar dos dias, Dan começa a desfrutar da companhia de Doggo e não tem coragem de abandoná-lo. De forma singela, mas significativa, a presença do pequeno cão ajuda àqueles que estão ao seu redor. Doggo acaba tornando-se muito mais que um amigo de quatro patas, transforma-se em uma verdadeira fonte de inspiração para o trabalho e para a vida de Dan.

    As primeiras 30 páginas de Esperando por Doggo me cativaram. Eu adoro livros com cachorros, então imaginei que este seria mais um xodózinho na minha coleção. Porém, logo depois dos primeiros capítulos, a história começou a tomar um rumo um pouco diferente. E, de certa forma, acabei me decepcionando um pouquinho. x(

    A história começa com uma carta de despedida de Clara, endereçada ao seu namorado Daniel. Ela foi embora, ninguém sabe para onde, e só deixou um cachorro para Dan. Um cachorro bem feio, coitado, que na verdade ele nem queria. Foi ideia de Clara ter um cachorro. Então, na manhã seguinte, quando Dan o leva de volta ao canil, ele não consegue deixá-lo lá. E assim é o início de uma amizade – uma amizade que Doggo parece não aprovar e Dan apenas tenta fazer acontecer. Mas mesmo assim, é um começo.

    Dan trabalha no ramo da publicidade, e em meio a todo esse caos em sua vida pessoal, ele também inicia em um novo emprego em uma pequena agência. Então, a partir disso começamos a ter conhecimento sobre seus colegas de trabalho, os cases em que ele precisa trabalhar e, principalmente, a sua colega de criação, Edie. Mas não é só isso: o leitor acompanha uma série de intrigas envolvendo o meio corporativo, como tramas envolvendo ciúmes e inveja, traições, intrigas e muito mais. Enquanto tudo isso acontece, Doggo acaba ficando um tanto em segundo plano, até os últimos capítulos do livro, quando ele volta à cena.

    É verdade que Dan sempre envolve Doggo em tudo o que faz, e até o leva para o trabalho todos os dias, onde ele se torna o mascote de todo o pessoal da agência. Porém, o que me incomodou foram tantas coisas extras que aconteceram e que tiraram o foco do cachorro. Além disso, muitas vezes eu me perguntei o que o título tinha a ver com a história toda; no final esse mistério é solucionado, mas achei tudo uma coisa pequena demais, sem sentido demais para ter a honra de ser título.

    A escrita do autor é também um pouco estranha – só porque não achei palavra melhor pra descreve-la. Muitas vezes, ele vai e vêm em pensamentos do personagem principal, e eu me perdia, sem saber o que estava acontecendo ali. Não posso dizer que ele escreva mal, mas não posso dizer que o estilo me agradou.

    O livro tem uma premissa boa, a história não é ruim, mas achei que ficou mal feita. O foco poderia ter sido mais o Doggo, pois a história dele, e somente dele, poderia ganhar muito mais o meu coração, se fosse melhor desenvolvida. Então, tenho uma dica para quem tem interesse em ler: não se deixe levar pelo título, como eu fiz. Não imagine que seja uma busca por Doggo ou que estejam esperando algo dele, de fato. Leia sem pretensões, esperando apenas a história de um cara que está tentando se achar na vida.

    Aviso aos que adoram cachorros mas não suportam ler livros em que eles sofrem (como eu): leiam sem medo. Nada de mal acontece ao Doggo, não precisam se preocupar. :)

    Gabi Orlandin
    Post escrito por: Gabi Orlandin
    Subir!