BlogDay 2014: Uma lista de 15 blogs pra você conhecer e amar!
BlogDay 2014: Uma lista de 15 blogs pra você conhecer e amar!

Eu adoro o BlogDay. Preciso falar mais? Hm, tá ok.

O BlogDay é o Dia Internacional do Blog, e é comemorado em 31/08 pela data se assemelhar à palavra “Blog” (3108 = Blog. Viram?). Nesse dia, blogueiros de todo o mundo publicam em seus blogs indicações de outros blogs que acham interessante, fazendo assim uma grande rede de amor de links para conhecer. De amor também. ❤︎ Esse ano, o Rotaroots (não conhece?) resolveu abraçar essa causa criando um projeto especial, chamando o pessoal do grupo a interagir e postar, para lembrar essa data linda. Eu não podia ficar de fora, e agora vou indicar 15 blogs lindos pra vocês: 5 que não saem do meu feed, 5 que conheci através do Rotaroots e mais 5 para sair da rotina. Vamos lá?

  • 5 blogs que não saem do meu feed

  • Madly Luv

    Não sei exatamente quando conheci o blog da Aninha, mas sou fã dessa moça desde que me lembro como blogueira. Ela sempre aparece com um layout mais lindo que o outro, e deixa nós, reles mortais e amadores de programação, de queixo caído com as funcionalidades lindas do Madly Luv. Além disso, ela é a simpatia em pessoa e está fazendo posts cada vez mais legais e diferenciados. Agora, ela começou a falar sobre moda. E não é que ela se dá super bem com isso também?


    Sernaiotto

    Conheci o blog da Paloma esse ano, por causa do Orgblog (quem não conhece e tem um blog, precisa conhecer). Não consegui fazer todas as “lições”, mas tirei inúmeras dicas de lá, e até coloquei algumas em prática aqui no blog. A Lominha entende muito de experiência de usuário, e adoro esses posts dela. Vira e mexe eu dou uma fuçadinha básica pra encontrar um achado novo por lá. Quem não conhece, tem que visitar agora!


    Chá de Calmila

    Pra começar, eu amo o nome do blog da Camila; é super fofo e acho que combina muito com ela e com a personalidade dela (pelo pouco que conheço). Além do mais, ela tem um layout fofíssimo e escreve super bem, de várias coisas. Gosto também da fanpage do blog, que está sempre me mostrando coisas bonitas e inspiradoras na timeline. É um blog com característica mais pessoal que faz jus ao nome: me dá uma calmaria visitar, e eu adoro!


    Um café um amor

    O blog da Juliana tem uma característica mais mais pessoal, com fotos do dia a dia e de coisas importantes, como o apê e o casamento. Sim! Ela vai casar, e por isso ela está postando várias coisas sobre preparativos, como convites, lembrancinhas e tudo o mais. Além do mais, ela é super simpática: pedi dicas sobre a GoPro pra ela no Facebook e ela me respondeu um super texto. (Ju: acabei não comprando a câmera, pois vi que não era o que eu precisava, mas super obrigada pelas dicas!)


    A series of serendipity

    Acho que todos aqui conhecem o blog da Melina Souza, então nem preciso falar muito! A Mel é uma fofa, adoro seguir o Instagram dela e me deliciar com suas fotos lindinhas por lá. Não acesso o blog dela com tanta frequência quanto gostaria, mas sempre que posso dou uma bisbilhotada no que teve de novo. Além do mais, adoro ver os vídeos da Mel porque ela é super natural e engraçada neles.

    Sarah Jio – As Violetas de Março
    Sarah Jio – As Violetas de Março

    As violetas de
    Sarah Jio
    Editora Novo Conceito, 2013
    304 páginas

    Emily Taylor é uma mulher jovem e escritora de sucesso, mas não gosta muito de seu próprio livro. Também tem um casamento que parece ideal, no entanto ele acabará em divórcio. Sentindo que sua vida perdeu o propósito, Emily decide fazer as malas e passar um tempo em Bainbridge — a ilha onde morou quando menina — para tentar se reorganizar. Enquanto busca esquecer o ex-marido e, ao mesmo tempo, arrumar material para um novo — e mais verdadeiro — livro, um antigo colega de escola e o namorado proibido da adolescência tornam-se seus companheiros frequentes.

    Entretanto, o melhor parceiro de Emily será um diário da década de 1940, encontrado no fundo de uma gaveta. Com o diário em mãos, Emily sentirá o estranhamento e a comoção causados pela leitura de uma biografia misteriosa que envolve antigos habitantes da ilha e que tem muito a ver com sua própria história. Assim como as violetas que desabrocham fora de estação para mostrar que tudo é possível, a vida de Emily Taylor poderá tomar um rumo improvável e cheio de possibilidades. As Violetas de Março é um romance sobre a força do amor, sobre as peças que o destino prega e sobre como podemos ser felizes mesmo quando tudo parece conspirar contra a felicidade.

    As violetas de Março é o primeiro romance da autora Sarah Jio, e é um livro que me conquistou logo de cara. Se a autora estava esperando escrever algo que fizesse brotar lágrimas nos olhos dos leitores, bem, ela conseguiu esse feito. A leitura foi, para mim, uma das melhores do ano até então; logo nas primeiras páginas, encontrei uma narrativa envolvente, feita em primeira pessoa, que eu gosto muito. Sabe quando você apenas iniciou as primeiras linhas de um livro e sabe que ele vai te conquistar até a última página? Foi assim comigo, e eu quero dividir um pouco desses sentimentos com vocês.

    Nesta história, conhecemos a protagonista e dona da voz narrativa, Emily Wilson. Emily tinha tudo para dar certo na vida, mas ela acabou de se divorciar sem conseguir derramar uma lágrima sequer pelo seu casamento, e sua amiga, Anabelle, achando um tanto estranha essa falta de resposta emocional a um rompimento, aconselha-a a passar um tempo longe da tão movimentada Nova York. Então, Emily parte para a casa de sua tia-avó, em uma pequena e calma ilha de sua infância, Bainbridge, que fica ao lado de Seattle. O que era para ser um mês de descanso, lágrimas e renovação, tornou-se um tempo de descobertas: ela descobriu um diário no criado mudo do quarto em que está hospedada e, incapaz de manter a discrição, começa a ler e não consegue mais parar. Quem o escreveu? É uma história real, ou apenas ficção? Os acontecimentos do diário e da vida real vão se encaixando, e o que era para ser apenas um passatempo, acaba se tornando algo de proporções gigantescas que mudarão a vida de pessoas no passado, presente e futuro. Emily se vê diante de um mistério de sua família, que já dura gerações e, agora, implora para ser desvendado.

    Este não é apenas um livro de romance. É um maravilhoso livro de romance, de perdas, de amorseja ele fraterno, amigo, ou de verdadeiras almas gêmeas. Os segredos que Emily descobre, aos poucos, contam uma história que enche os olhos do leitor de lágrimas: é tão difícil ficar frente a um amor tão puro, de pessoas que destinam-se a ficar juntas e, de alguma forma, não podem estar. É lindo ver como a narrativa ganha vida, através do diário, e enche as páginas de algo belo e verdadeiro: amores, perdas, sofrimento e anos de solidão.

    Em algumas partes, fiquei bastante perdida com as histórias – afinal, são duas: a de Emily e a das personagens que vivem dentro do diário. Porém, quando as peças vão se encaixando, é impossível largar. Li metade do livro em praticamente uma tarde, e terminei com lágrimas nos olhos, conquistada pelo sentimento que transcende as palavras e as páginas. Apesar de ser um pouco confuso às vezes, eu julguei a história no geral, e cheguei à conclusão que a autora fez um ótimo trabalho ao escrever um enredo dessa magnitude. Eu não esperava algo grandioso e fui surpreendida com muito mais do que pensei. Só tenho a indicar a leitura a vocês. Somente: leiam, vale a pena!

    Vai viajar para os EUA? Primeira dica: você precisa da Travel Mobile.
    Vai viajar para os EUA? Primeira dica: você precisa da Travel Mobile.

    Oioi pessoal, tudo bem?

    Hoje tenho uma dica muito útil para quem vai – ou está pensando em ir – para os Estados Unidos. Nos ajudou muito (verdade seja dita: salvou nossas peles!) e tenho que compartilhar com vocês. Como vocês já sabem, estive de férias pelas duas últimas semanas, e fui conhecer algumas cidades nos Estados Unidos. Uma das principais coisas que pensamos, eu e meus amigos de viagem, era na nossa comunicação: como faríamos pra habilitar nossos telefones para chamadas, torpedos e internet nesse período no exterior?

    Fui à loja de minha operadora de celular e me disseram para ligar no 0800 para mais informações sobre roaming internacional; eu nem mesmo tentei essa opção, imaginando as horas perdidas pendurada no telefone e o absurdo das tarifas. E agora, o que fazer? Ir sem comunicação era uma opção arriscada – afinal, o que se faz sem ligações e internet? Foi aí que, visitando alguns blogs de viagem, conhecemos a Travel Mobile.

    A Travel Mobile é uma empresa americana com sede em Washington, que trabalha para melhorar a experiência do usuário com telefonia móvel, facilitando a aquisição de planos pré-pagos para turistas, estudantes e viajantes de negócios que estiverem indo para os Estados Unidos. A empresa tem representação e distribuição dos CHIPs no Brasil, EUA, China, Irlanda, Italia e Taiwan, e logo mais também em alguns países da Europa e América Latina.

    No nosso caso, testamos um chip de cada operadora, Ptel e Red Pocket, para podermos comparar os dois serviços. Eles vêm bloqueados por segurança, mas a ativação foi super tranquila e logo já estávamos com os CHIPs prontos para uso, só esperando nossa chegada aos EUA.

    Agora quero contar a vocês como foi nossa experiência com os dois serviços.

  • O que achamos de cada operadora?

  • Estávamos em quatro pessoas na viagem, então eu fiquei com o CHIP da Ptel e meu amigo ficou com o RedPocket, pois estávamos em dois casais, e assim teríamos como nos comunicar entre nós. A internet e a ligação, nas duas operadoras, são de excelente qualidadejuro que são melhores do que tenho aqui no Brasil. Usamos o Ptel praticamente em três pessoas, acessando redes sociais, e-mails e tudo o mais, e o da RedPocket ficou todo o tempo usando GPS, mapas, etc. No fim da viagem, o meu acesso estava esgotado, mas como era ilimitado, ele continuou funcionando, só mais lento. A internet da RedPocket era limitada, ou seja, no fim dos 3GB, iria terminar, mas não chegou a isso: mesmo usando o tempo todo nos 15 dias, não ficamos na mão. Somente as ligações que terminaram um pouco mais rápido, mas mesmo assim, foi no final da viagem, e ainda podíamos usar a internet para ligações pelo Facebook, se fosse o caso. Testei também o SMS para o Brasil e funcionou certinho, para mandar e receber. Sobre a cobertura, as duas operadoras diferem um pouco: já sabia que o sinal seria fraco ou inexistente em alguns pontos, principalmente na Highway 1, e foi o que aconteceu, mas no geral a RedPocket se saiu melhor, pegando em alguns trechos em que o Ptel estava sem sinal. Mas eu juro: pelas paisagens, você nem pensaria em pegar seu celular, a não ser pra fotografar! Então, essas falhas de sinal não nos atrapalharam nem um pouco.

  • “Ok, e o que é melhor para o meu caso?”

  • A Travel Mobile trabalha com alguns planos das duas operadoras para atender a diversas necessidades dos clientes. Os valores vão de $35 a $65 dólares, além do valor do CHIP, sendo possível fazer recargas posteriores, se necessário. Você deve analisar o que vai achar mais necessário na sua viagem: voz, dados ou texto? Sugiro que dê uma olhada na tabela de planos da Travel Mobile, pois lá estão as especificações de cada plano, e veja o que se adapta melhor à sua necessidade.

    Quando eu disse que os CHIPs salvaram nossa pele, eu não estava brincando. Não reservamos hotel para um único dia durante a viagem (nunca façam isso!), pois não sabíamos em que cidade estaríamos, e todos os hotéis das cidades próximas estavam ocupados. Que desespero! Pegamos guias de viagem, juntamente com pesquisas pelos sites como o booking.com, e ligamos para todos os hotéis que achamos, até que encontramos um disponível. Por isso, as ligações ilimitadas para os EUA e a internet foram essenciais. Não sei o que teríamos feito sem isso.

    De forma geral, ficamos extremamente contentes com o serviço e recomendaremos sempre, pois se você está pensando em viajar para os EUA, vai por mim: não espere pelos sinais Wi-Fi para se conectar, pois quando você mais precisar, pode não encontrar. Além do mais, é uma comodidade ter acesso à internet quando quiser, sem depender da Wi-Fi, para descobrir algo sobre sua viagem, como bons restaurantes, shoppings e o que mais você quiser. Vale a pena investir um pouco mais e ter segurança e praticidade na sua viagem, sem dor de cabeça.

    Se precisarem solicitar o CHIP e tiverem dúvidas, podem me pedir, ok? Ou podem entrar em contato com a empresa, pois eles são muito atenciosos e certamente poderão te ajudar.

    Esse serviço foi muito útil para nós, e quero que você tenha esse conforto em sua viagem também. [wink]

    Resultado do sorteio: O segredo do meu marido
    Resultado do sorteio: O segredo do meu marido

    Galera, chegou a hora de anunciarmos mais um ganhador de livro aqui no blog! Tenho certeza que vocês ficaram curiosos ao conhecer os meus 10 (principais) motivos para ler “O segredo do meu marido”, não é? Então, aos que não ganharem, nada de ficar triste: além de encontrar o livro em todas as livrarias, está acontecendo a Bienal (se você puder ir, é uma boa desculpa!), tem promoções na internet… não tem desculpa pra não ler esse livro, certo? E nunca se esqueça que sempre teremos mais sorteios por aqui. [heart]

    Sem mais papo, vamos logo descobrir o vencedor, ou vencedora:

    a Rafflecopter giveaway

    Parabéns, Alline Rodrigues!!!

    Vou entrar em contato com a vencedora por e-mail, e ela tem 3 dias para me responder.
    Relembrando: sempre temos novos sorteios e novidades aqui pra vocês, continuem acompanhando o Fluffy pelo Facebook e pelo Twitter.

    Obrigada pela participação de todos. [heart]

    Oi, estou de volta!
    Oi, estou de volta!

    Oi, gente! Sentiram saudades? Se sim, estou de volta!

    Ao mesmo tempo em que parece que fui viajar ontem, também parece que esses 15 dias de viagem duraram meses. Conheci tantas coisas, tantos lugares maravilhosos, vivi a cultura dessas pessoas e me inseri em um mundo muito diferente do meu. Todo esse conhecimento me deu a sensação de que passei muito mais tempo por lá. Aliviei a mente, deixei os problemas em casa e aproveitei cada minuto. Mas admito: estava com um pouco de saudade daqui também!

    Cheguei em casa ontem de tarde, mas ainda não me situei de volta à vida normal e à rotina. Talvez seja a noite mal dormida no avião, as quatro horas de diferença de fuso entre aqui e lá ou simplesmente a preguiça de voltar à normalidade; o fato é que fiquei em função de arrumar tudo, arranjar espaço pra tanta coisa, e acabei não dando as caras por aqui. Na verdade, acho que perdi um pouco a noção de como é blogar e postar. Eu avisei que parece que viajei durante meses! Hahaha!

    Acho que nem precisaria dizer, mas é claro que eu amei todos os lugares pelos quais passei. San Francisco, Salsalito, Los Angeles, Santa Monica, Venice Beach, Monterey, Carmel, Las Vegas, Anahein… todas essas cidades possuem suas particularidades, e eu adorei conhecer cada uma delas, mas a minha favorita, o lugar que ganhou meu coração é San Francisco ❤︎. A Highway 1 também merece destaque, pois é uma viagem pela costa do Pacífico que pode ser feita em algumas horas, mas que poderia – e deveria – ser feita em vários dias, pois é lindo demais. Las Vegas é uma cidade magnífica, mas é impossível de ser transmitida em fotos. Enfim, a viagem toda foi uma sequência de lugares lindos (cheguei a cansar de me deslumbrar com tudo! Hehe!) e que não se pode colocar em palavras, nem em fotos. É preciso viver tudo isso.

    Com o tempo, vou arrumar todas as fotos da viagem (que não são poucas!) e fazer posts com fotos pra vocês, separados por cidade. Acho que vocês vão gostar de ver, certo? Mas, por favor, me deem tempo de organizar tudo antes, pois não vai ser fácil!

    Com o tempo, vou voltando à normalidade e ao cronograma de posts do blog. E um muito obrigada a você que continua acompanhando o blog, mesmo com esse tempo parado. [heart]

    Beijos!

    Uma pausa para as férias :)
    Uma pausa para as férias :)

    Oi, pessoal!

    Para quem acompanha regularmente o blog, já sabe; mas quem caiu de paraquedas aqui e ainda não está por dentro: vou viajar na segunda-feira, dia 04 de agosto, e volto no dia 20. Vou para os Estados Unidos, mais especificamente passando por cidades como San Francisco, Los Angeles e Las Vegas. Você pode ver mais detalhes da minha viagem neste post.

    Como a coisa toda será movimentada, de uma cidade para outra a todo momento, não vou levar computador pra viagem; estarei apenas com o iPad, e não é a mesma coisa postar no blog através dele – gosto de ter o controle de uma tela grande, teclado, mouse e Photoshop pra fazer posts. [love] Com isso, o blog ficará sem atualizações durante este período, pois não acho justo (nem com vocês, nem comigo) deixar posts programados, pois eu não terei tempo de acompanhar, aprovar os comentários e responder quaisquer dúvidas de vocês. Além do mais, o meu motivo maior – sendo honesta! – é que não quero me preocupar muito com o blog durante esse tempo, quero férias mesmo.

    Poréeeem, não é como se eu fosse sumir do mapa. Eu disse que estarei com o iPad, então é claro que vou atualizando as redes sociais sempre que conseguir. E como temos CHIPs de telefones para ligações, torpedos e internet, graças à Travel Mobile, vou conseguir postar fotos pra vocês no Instagram. Ok? Então, não se desesperem! [smile]

    Além do mais, olha como sou legal deixei um sorteio acontecendo aqui no blog durante todo o tempo que estiver fora. Que concorrer a um exemplar de “O Segredo do meu Marido”? É só clicar aqui!


    Resumindo:

  • O blog ficará sem atualizações do dia 04 até, pelo menos, o dia 20 de agosto.
  • Os comentários aqui são moderados, ou seja, precisam da minha aprovação pra aparecerem no blog. Então, se você deixou um comentário e ele ainda está com a mensagem de moderação, ou não aparece, é porque não tive tempo de aprová-lo. Não se preocupe: assim que possível ele estará no ar.
  • Certamente vou acessar as redes sociais pelo menos uma vez por dia, mas talvez eu não consiga responder a vocês como eu gostaria. Portanto, se eu não responder, por favor, entendam que realmente não consegui, e que quando voltar, vou responder!
  • A mesma coisa vai acontecer com os e-mails: vou olhar todos, filtrar os que caírem no spam, etc, mas provavelmente não vou responder. Responderei a todos na volta. Então, se você me mandar um e-mail, saiba que a resposta pode e vai atrasar um pouco.
  • E por último: acompanhem a minha viagem pelo Instagram! Sempre que puder, vou postar alguma foto pra vocês.

  • Ok? Qualquer dúvida, pode me chamar pelo Twitter que eu vou tentar responder. E nos falamos melhor na volta!
    Um grande beijo a todos vocês. [heart]

    Sorteio: 10 motivos para ler “O Segredo do meu Marido”
    Sorteio: 10 motivos para ler “O Segredo do meu Marido”

    1. A capa é linda.
    Eu sei que é errado julgar pela capa, me xinguem. Mas, cá entre nós, ela nos atrai. Impossível não querer o livro na estante – e a decisão de le-lo foi uns 80% por culpa da capa. Então, editora: parabéns!

    2. Tem um segredo.
    Quem é que não gosta de histórias que envolvem segredos? Isso nos intriga, nos deixa curiosos, nos faz querer conhecer a história. E eu garanto: esse segredo é realmente ótimo!

    3. Cecilia faz mil coisas ao mesmo tempo.
    É engraçado ler os capítulos de Cecilia, pois ela é hiper-ativa, está sempre pensando em alguma coisa, e usa aplicativos pra organizar seu dia. Ela também tem um senso de humor engraçado, supondo várias coisas ao mesmo tempo, sem ficar confuso.

    4. Tess tem um escritório de marketing e design.
    Ok, talvez isso não seja TÃO interessante pra vocês, e também nem ocupa tantas páginas do livro, mas as breves citações sobre projetos em andamento fez com que eu me identificasse com o cenário por estar quase no mesmo “ramo”.

    5. A autora nos mostra as alternativas da vida.
    Liane Moriarty nos revela o que teria acontecido aos personagens SE ele não tivesse feito certa coisa – hoje, ontem ou há muitos anos. É incrível ler sobre isso e imaginar que, algumas vezes, nosso destino está nas mãos de outras pessoas.

    6. A vida não é um conto de fadas.
    Esse livro não mostra personagens com vidas perfeitas. As pessoas são humanas e falham; isso é mais do que o normal – é esperado que o façam. Portanto, o negócio é aprender a conviver com coisas que não nos agradam.

    7. É preciso aprender a perdoar.
    Como disse, somos humanos. Erramos. E precisamos saber pedir perdão e perdoar, com o coração aberto. E aceitar que, às vezes, precisaremos pagar pelas nossas falhas humanas.

    8. Comparações atuais com a história do mundo.
    Um lado da Alemanha era oriental, o outro, ocidental. Quem é que decidiu construir o maldito Muro? Por causa dele, a carta foi encontrada. Liane mostra pensamentos de personagens enquanto eles contam histórias do passado, que repercutem nos dias de hoje.

    9. As vidas dos personagens são contadas em pequenas doses.
    Um parágrafo aqui, um capítulo ali… A partir de pequenos trechos, montamos o quebra-cabeça e entendemos pelo contexto, como se tudo já estivesse no nosso cérebro há mais tempo.

    10. A leitura flui.
    Como se tudo não bastasse pra você querer ler: a leitura flui. A escrita de Liane é maravilhosa. Contrastando coisas que ela apenas comentou há alguns capítulos com algo que o personagem está vivendo hoje, ela constrói uma história verdadeiramente genial.


    Ficou interessado em ler? Espero que sim, mas caso contrário, a minha resenha pode, talvez, convencê-lo melhor. Ficou querendo o livro na sua estante? Então essa é a sua chance! Concorra a um exemplar participando do sorteio aqui no blog!

    Para participar, basta fazer login pelo Facebook (ou com seu nome e e-mail) no formulário abaixo e seguir as regras (clicando no botão verde e fazendo o que a regra pede). Há regras obrigatórias e opcionais: fazendo as obrigatórias, abrem as demais, mas você não é obrigado a fazer todas, só as que quiser. Se você tiver alguma dúvida, não deixe de ler este tutorial ou me pedir pelos comentários. [wink]

    a Rafflecopter giveaway

    Mais informações:
    1. Prêmio: Um livro “O segredo do meu marido” da editora Intrínseca.
    2. Participantes: Promoção válida para quem morar ou tiver endereço em território brasileiro.
    3. Datas: A promoção começa em 02/08/2014 e termina em 25/08/2014. Resultado no dia seguinte, 26/08.
    4. Contato ao vencedor: O vencedor será comunicado através de e-mail e deverá responde-lo em 3 dias com um endereço válido e correto. Em caso de o mesmo não responder, será feito um novo sorteio.
    5. Envio do prêmio: O prêmio será enviado pela editora Intrínseca.

    Boa sorte a todos!

    Follow Friday #35
    Follow Friday #35

    Olá, pessoal!

    Este é o nosso último Follow Friday até a última semana de agosto. Vou viajar na segunda-feira (ansiedade a mil por aqui!) e volto no dia 20 de agosto. Então, por diversos motivos, o blog vai entrar de férias junto comigo! Eu espero que vocês curtam o final de semana de vocês, divulguem seus links aqui e conheçam novos blogs – mas sem esquecer de visitar os que a gente já gosta, não é? Aqui no Fluffy você pode divulgar até domingo, porque, como eu sempre digo, um dia é pouco pra tantos blogs lindos.

    Vou fazer um post oficial sobre essa pausa no domingo, e até lá, um bom final de semana a todos vocês! [heart]

    1 2 3 69