Lugares que eu quero (e vou!) conhecer na minha viagem para os EUA
Lugares que eu quero (e vou!) conhecer na minha viagem para os EUA

Como eu anunciei pela primeira vez neste post, vou para os Estados Unidos no dia 04 de agosto (sim, falta menos de duas semanas!). Ficarei fora por 15 dias, mas dois de viagem e ainda uns dois para me organizar, antes e depois; portanto, o Fluffy entrará em férias junto comigo. Porém, as questões relacionadas ao blog e ao tempo de recesso vão ficar para um último post antes da viagem. O que quero falar agora é sobre os lugares que vou conhecer lá e, para isso, fiz proveito de um tema desse mês do Rotaroots, adaptando-o para a minha realidade (e a minha ansiedade, porque sim, estou contando os dias!). Podia, né?

Quero mostrar um pouquinho pra vocês do que será o nosso roteiro. Com “nosso” quero dizer meu, do meu namorado e mais um casal de amigos. Vamos os quatro em um carro já alugado aqui pelo Brasil, com roteiro definido, cálculos feitos e poupança zerada. Espero que gostem e, se você já conhece algum dos lugares e tiver algo a acrescentar, por favor, fique à vontade! Apesar do nosso roteiro estar bem apertado, sempre estamos abertos a opiniões. [wink]


1. Vale do Silício

Nossa primeira parada e desembarque do voo é na cidade de San Jose, a aproximadamente uma hora de San Francisco e quase vinte minutos de Cupertino, Mountain View e do famoso Vale do Silício, onde está o núcleo de várias grandes empresas de tecnologia, como o Google (GooglePlex) e a Apple (Infinite Loop). Que, é claro, nós vamos visitar! Então, o primeiro dia reserva, dentre outras atividades pequenas, uma visita a esses dois locais. Será que eu estou ansiosa?


2. San Francisco

San Francisco é nossa segunda cidade de passagem, onde ficaremos três dias. Tem muuuuita coisa para se ver e fazer nessa cidade, como a Golden Gate Bridge, o Golden Gate Park, os Cable Cars, Chinatown, a Marina e o Porto, Coit Tower, Pier 39, Lombard Street… Ufa! Também é em San Francisco que está a prisão de Alcatraz, famosa por manter Al Capone preso. Porém, não conseguimos ingresso para visitar.


3. Monterey Bay Aquarium

Monterey é uma cidade principalmente conhecida pela sua maior atração turística, o Monterey Bay Aquarium, um dos maiores aquários de água salgada do mundo.


4. Carmel

Carmel é uma pequena praia na península de Monterey que, mediante recomendações, vamos visitar. Parece tão romântica… Para quem conhece Gramado, aqui no Sul, dizem que é tipo essa cidade, mas com praia. Alguma dúvida de que será lindo? [heart]


5. Santa Monica

Quem não conhece a famosa roda gigante de Santa Monica? Eu sempre a achei linda, e vai ser um sonho poder estar lá. O Nick Vujicic gravou o clipe de sua música no local, e ela me inspira muito. Também visitaremos a Main Street, rua que possui lojas, cafés, shoppings, galerias e toda uma variedade de comércio.

Resultado do sorteio: Série Wherlocke!
Resultado do sorteio: Série Wherlocke!

Oi, pessoal!

Hoje vamos saber quem é o leitor muito, muito sortudo que vai ganhar a coleção completa de livros da série Irmãs Wherlocke, de Hannah Howell. Mas antes quero falar umas palavrinhas, posso?

Primeiramente, a promoção só foi possível graças à editora LeYa e o grupo LeYtoras, que apoiou, cedeu os quatro livros e divulgou a promoção juntamente com o blog. O meu muito obrigada a esse pessoal lindo! E, rapidinho porque eu sei que vocês querem saber o resultado, queria agradecer a cada um de vocês que curtiu a página, compartilhou, participou e torceu. Essa promoção foi maravilhosa para o blog em questão de números – ou seja, novos leitores. Fiquei muitíssimo feliz com o resultado, que deu mais de mil novas curtidas para a fanpage do Fluffy e mais de 1.400 participantes. Vocês não imaginam o tamanho da minha alegria, isso só me anima a trazer ainda mais promoções incríveis pra vocês. Infelizmente, só uma pessoa poderá ganhar, mas não esqueçam que sempre há sorteios aqui no blog e na fanpage, combinado? [wink]


Então, vamos ao resultado?
Quem vai ganhar os quatro livros da série Wherlocke é…

Sheila Alves!
Link do sorteio | Link do compartilhamento
Enviei uma mensagem pelo Facebook para a ganhadora e aguardo o retorno dela em até 3 dias.


Muitíssimo obrigada pelo apoio de todos vocês. Aos que não ganharam, não fiquem tristes… Há gente que deixa de curtir a página após o término de sorteios, isso é normal. Mas quero pedir para vocês continuarem comigo porque sempre há sorteios novos acontecendo. Posso contar com vocês? [smile]

Vejo vocês na próxima!

Pedro Gabriel – Eu me chamo Antônio
Pedro Gabriel – Eu me chamo Antônio

Eu me chamo Antônio
Pedro Gabriel
Editora Instrínseca, 2014

Eu me chamo Antônio é uma narrativa que transita por todas as fases de um relacionamento amoroso: com um estilo simples e acessível, mas nem sempre óbvio, o leitor acompanha os encontros e desencontros de Antônio. Percebe-se uma irreverência no tom de versos e trocadilhos como: “Invista nos amores à primeira vista”. Outras emoções são apresentadas de forma singela, quando há uma separação, por exemplo: “Você, distante, diz tanto sobre mim”. Enquanto a angústia, sentimento que faz parte da instabilidade de qualquer casal, também é citada no livro: “Na dança do amor: dor pra cá, dor pra lá”. Antônio é um personagem sensível e verossímil, talvez seja por isso que os leitores cultivem a dúvida sobre até onde vai a linha tênue que separa a realidade da ficção.

Sou apaixonada por formas de arte inovadoras. Quem diria que escrever poemas em guardanapos, em noites regadas a chopp e adivinhação de palavras poderia resultar em uma obra tão fantástica? Pedro Gabriel nasceu na África, e veio ao Brasil aos 12 anos. Aos 13, ainda não falava uma frase correta em português e, de pouco em pouco, foi descobrindo suas traduções e seus significados. Porém, mais interessante do que isso foi o fato de ele dar seu próprio significado a elas, inserindo-a em contextos do dia a dia, brincando com suas formas e suas cores.

Então, se isso não é arte, o que seria?

Sonhe alto. O máximo que pode acontecer é você realizar um sonho à altura. (p. 20)

Quando você se distancia, longe você vai? Você distante diz tanto sobre mim. (p. 76 e 77)

O amor só termina quando não começa. (p. 85)

O livro, de tamanho menor do que o tradicional, é composto de folhas mais grossas, todo impresso em cores, e enche os olhos. A arte gráfica é linda, e eu o li, todinho, com um sorriso no rosto. Alguns poemas me fizeram refletir, ler alto, marcar. Esse livro pequenino guarda, em seu interior, um mundo de palavras bonitas de se ver e ler. Esta deveria ser uma leitura obrigatória para todos os amantes das palavras e das artes, pois Pedro junta os dois universos de forma maravilhosa e é impossível não se apaixonar.

Follow Friday #33 e a explicação do sumiço dessa última semana.
Follow Friday #33 e a explicação do sumiço dessa última semana.

Ao contrário do que pareceu nessa última semana, eu estou viva! Sabe aqueles dias que a gente não tem vontade de fazer muita coisa? Com o tempo frio começando de novo aqui no Sul, a minha vontade, quando chego do trabalho à noitinha, é deitar na cama, ler um livro, dormir, ler, dormir. Já aconteceu com vocês?

No momento, estou lendo Em Chamas, segundo livro da trilogia Jogos Vorazes. Eu adoreeeei o primeiro livro, mas estou empacando nesse segundo. Não culpo a escrita da autora nem o rumo que a história está tomando, porque está incrivelmente demais. Acredito que o motivo do meu desânimo se deva ao fato de eu estar lendo histórias do mesmo estilo há muito tempo (li Starters e Enders antes), e estou um tanto quanto esgotada. Preciso ler um romancinho bobo, um chick lit. Sabem? Mas antes tenho que terminar essa série, e é o que vou fazer. E, talvez por esse pequeno desânimo com as leituras, eu esteja um tanto ausente do blog.

Outro motivo é que vou viajar em agosto. Eu ainda não tinha contado nada por aqui, e não sei quando pretendia fazê-lo, mas o fato é que vou viajar no dia 04 de agosto e volto só no dia 20 do mesmo mês. O blog ficará desatualizado nesse tempo, pois não terei tempo de atualizá-lo e de dar a ele (e a vocês) a atenção que merecem. E eu só penso nessa viagem! Quem aqui lhes escreve é meu corpo, pois minha alma já está dentro daquele avião. Hahaha! E antes que perguntem: vou viajar para os EUA, passando por San Francisco, Los Angeles, Las Vegas e outras cidades menores no meio do caminho. Se quiserem saber mais, posso postar algo a respeito pra vocês!

Enfim, depois de lhes explicar o meu sumiço, que é devido a vários pequenos fatores que estão mexendo com meu emocional, vamos ao que interessa: hoje é sextaaaaa! Que tal divulgar seu blog para mais pessoas conhecerem? E, claro, visitar outros blogs também. Lembrando que aqui, o Follow Friday dura o final de semana inteirinho. Aproveitem! [smile]

E prometo tentar não sumir de novo.

Releituras de Contos de Fadas
Releituras de Contos de Fadas

Uma hora a hora chega e a minha de “unir o útil ao agradável” chegou. Não, espera, vamos por ordem: Que saudade daqui! Me afastei um bocado porque o danado do TCC chegou na minha vida desorganizada e eu dei uma (acho que apenas a primeira) enlouquecida básica. Mas estou me organizando e, aos poucos, voltando.

Então, continuando, essa parte do TCC é, naquela frase ali, a útil. Bom, esse trabalho é uma das coisas que mais tenho falado nesses tempos, mas ainda não encontrei um ritmo bom de escrita e dedicação, mas foi por ele (no caso em algumas das vezes que eu estava com preguiça ou quase desistindo dele) que comecei a pesquisar coisas que poderiam ser ou me levar a possíveis releituras de coisas/histórias que eu conhecia – Essa é a parte agradável. Entre uma fuga e outra de estudar, tentei tornar a minha distração o mais inspiradora e/ou criativa e/ou produtiva possível. Ah, mas porque releituras, Karol? Porque o meu TCC está intimamente relacionado com uma releitura linda da dramática história de amor mais contada-conhecida-recontada de todos os tempos! Adivinham qual é? <3

Pois bem, estou apaixonada-viciada em Contos de Fadas. De modo geral, em coisas lúdicas e normalmente mais voltadas para o público infantil, mas que se pensadas com mais atenção ou pinceladas com criatividades, quebram barreiras de idade/tempo e podem nos ensinar e propor coisas novas.

Enfim, vamos deixar de enrolação e ir logo ao que pensei em indicar a vocês. Resolvi pensar algumas categorias que tragam releituras interessantes de Contos de Fadas. Vamos lá:


Série: Once Up a Time

Esse é o meu vício! Há pouco terminei a 1º temporada e fiquei simplesmente apaixonada. A série é o desenrolar de uma maldição que a Rainha Má jogou no dia do casamento da Branca de Neve e seu Príncipe James, de que todos do reino perderiam o que mais amam ficando presos no tempo. A salvação é a filha de Branca e James que, separada deles no espaço/tempo, não tem noção que tem esse poder e é levada à cidade de Storybrooke, onde é desafiada, muito pelos seus sentimentos, a acreditar no que sente, e aceitar a realidade que se vive naquela cidade. A série é, até onde acompanhei, muito emocionante. Os momentos de “vida real” são os que mais me deixaram empolgada. Só não gostei, mesmo, de alguns efeitos especiais; pareciam tão amadores, sabe? Mas não deixam, mesmo, que a magia da série se dilua. Recomendadíssima.

Quem quiser acompanhar, baixo os episódios por aqui.

Aproveite as ofertas em livros no Submarino!
Aproveite as ofertas em livros no Submarino!

 


Lembrando que:
Os preços podem variar sem aviso, ou seja: os valores que coloquei aqui no post correspondem ao preço que está no site no momento em que este post foi publicado. Não me responsabilizo por quaisquer mudança por parte do Submarino.
Não conferi o valor do frete, pois acredito que eles podem variar dependendo do estado onde cada pessoa mora.

James Bowen – Bob: um gato de rua fora do normal
James Bowen – Bob: um gato de rua fora do normal

Bob, um gato de rua fora do normal
James Bowen
Editora Novo Conceito, 2014

“Nós ganhamos segundas chances todos os dias, mas geralmente não as aproveitamos. E então eu conheci o Bob”. James Bowen é um músico sem-teto que se apresenta nas ruas de Londres para sobreviver. A partir do momento em que ele encontra um gato de rua machucado, com o pelo cor de laranja e grandes olhos verdes, sua vida começa a mudar. Juntos, James e Bob enfrentam o mundo – e vencem.
Uma história verdadeira sobre amor e amizade que vai fazer você sorrir muito.

Publicado no Brasil pela Editora Novo Conceito, o terceiro livro de James Bowen é um encanto. Se você ainda não conhece a história de James e seu gato, Bob, vou apresentá-los rapidamente: quando jovem, James e sua mãe mudavam-se muito frequentemente em decorrência do seu emprego. Tantas mudanças não fizeram bem à mente do menino, que não conseguia adaptar-se e fazer amigos nas mais diversas cidades. Ele logo foi diagnosticado com transtorno bipolar e começou a se tornar uma pessoa revoltada, até que, algum tempo depois, resolveu tentar a carreira de músico em Londres.

Na Inglaterra, o sucesso não veio como o esperado, e James começou a se afundar nas drogas, ficando cada vez mais dependente dela. Expulso da casa de sua meia irmã, passou a dormir no chão de casas de amigos e, logo depois, foi viver nas ruas. James experimentou de tudo, caindo na heroína, que o levava a cometer pequenos delitos e se tornar alguém irreconhecível, misturando minutos com horas, horas com dias. Dez anos se passaram como em um piscar de olhos, até que ele começou a perceber que precisava sair dessa vida. A cura não seria fácil, muito menos rápida.

Com a recuperação, James passou a fazer apresentações nas ruas de Londres, ganhando algum dinheiro para alimentar-se e pagar o aluguel de sua pequena quitinete. Viver nas ruas não é fácil; algumas pessoas não o veem e, quando o fazem, as reações são as mais diversas: algumas ajudam, outras fingem não ver, mas há outras que gostam de arrumar encrenca ou simplesmente lançar um insulto. James afirma que, vivendo nas ruas, ele sentiu-se desumanizado e invisível para o mundo.

Follow Friday #32
Follow Friday #32

Oi, pessoal! Sim, eu estou viva! Faz três dias que não apareço por aqui, mas é por um bom motivo: estou tentando cumprir minha meta dos 5 livros em 15 dias da II Maratona Literária #EuSouDoideira! Ela é organizada pelo Matheus do blog Carneirismo, e eu ajudei um pouco nessa edição, como “co-organizadora“. Estou começando o quarto livro, e ainda tenho o quinto, então está batendo um medo de não conseguir. Por isso, estou na correria, lendo em tudo que é lugar. Uma doidejar mesmo!

Vem divulgar seu blog no Follow Friday! Aqui, uma sexta-feira é pouco tempo para tantos blogs incríveis, então você tem tooodo o final de semana, até domingo de noite, pra divulgar seu link e clicar nos que já estão pipocando por aí. Vamos lá?

1 2 3 67