Follow Friday #66

follow friday

Oi, pessoal! Como foi a semana curtinha de vocês? Eu espero que vocês tenham conseguido ler bastante no feriado. Eu terminei um guia de São Francisco que estava lendo, e li O garoto dos olhos azuis, da autora nacional Raiza Varella (e a resenha vai sair na terça feira!). E vocês, o que leram?

Vamos ver o que aconteceu no blog essa semana?

  • Na segunda eu finalmente fiz um tutorial sobre como usar o Rafflecopter, pra quem tem dúvidas.
  • Na terça feira não teve post, e o motivo é esse aqui.
  • Na quarta teve resenha do tão querido Simplesmente Ana, livro nacional da autora Marina Carvalho, e que virou favorito.
  • E na quinta teve resenha do segundo volume, o De repente, Ana, que também virou favorito!
  • Gostaram dos conteúdos? Estou preparando assuntos diferentes pra próximas semanas, espero que vocês gostem – se não, opinem, puxem minha orelha, mas não deixem de me visitar, combinado?

    E pra finalizar essa semana, vamos divulgar? Aqui embaixo você pode adicionar seu link e fazer parte do Follow Friday, coluna semanal que vai ao ar toda sexta-feira. A ideia geral é que ele se estenda apenas durante a sexta-feira, como diz o nome, mas aqui no Fluffy ele dura o final de semana todo, até domingo às 23:59. Ou seja: tem muito tempo pra você divulgar seu blog e conhecer blogs de muita gente legal! Então não fica de fora!


    Marina Carvalho – De repente, Ana
    De repente, Ana

    De repente, Ana
    Marina Carvalho
    Editora Novo Conceito, 2014
    320 páginas

    Submarino Saraiva

    Ana decidiu viver permanentemente na Krósvia, e tudo está às mil maravilhas. Além do namoro cada vez mais sério com Alexander, ela tem um emprego fixo na embaixada brasileira e dedica parte de seu tempo às meninas do Lar Irmã Celeste. Mesmo cumprindo tantos compromissos sociais como princesa, Ana nunca foi tão feliz. Porém, de uma hora para outra, tudo muda. Seu pai, o rei Andrej Markov, sofre um grave acidente e vai parar na UTI. Não resta alternativa: Ana vai ter que assumir o trono da Krósvia e governar a nação. Pouco – ou quase nada – familiarizada com a função, ela vai precisar de ajuda não só para reger o seu país, mas também para manter perto de si aqueles que ama. Muita gente está interessada no seu fracasso.

    Dois dias após ter escrito a resenha de Simplesmente Ana (vocês leram ontem, não leram?), me encontro em outra tarefa igualmente (ou mais) difícil: escrever o que achei de De repente, Ana. Eu tinha um pré-conceito, baseado nos livros que li, de que as continuações são sempre piores do que os primeiros livros. No caso desse livro, eu já sabia que a autora não tinha cogitado escrevê-lo, mas o fez porque os leitores gostaram muito da história. Fiquei com um pé atrás pensando: “a história do primeiro livro acabou tão bem, como a Marina vai conseguir escrever algo à altura que dê uma boa continuação?”. Bem, só posso dizer que a autora tirou esse pensamento da minha cabeça. E não demorou nada: no prólogo.

    De repente, Ana

    Eu me apaixonei pelo primeiro livro, e logo que terminei, queria mais e mais da história da Ana. Pra quem caiu aqui de para-quedas, vou explicar: Simplesmente Ana, livro que antecede a De repente, Ana conta a história da Ana (dã!) e de como ela conheceu seu pai, mais ou menos aos 20 anos. O fato é que seu pai não é uma pessoa comum: é ninguém mais, ninguém menos que o rei de um pequeno país europeu, chamado Krósvia. Aí já viram: é a maior loucura para a Ana ter que mudar de país para conhecer sua outra parte da família e ser apresentada à população como a filha, princesa e herdeira do trono. Haja fôlego! Ainda mais quando ela conhece o enteado do rei, Alexander. Dá pra imaginar como essa história termina, certo?

    Como não havia previsão de um segundo livro, a Marina encerrou o primeiro, mas me impressionei em ver como ainda havia história para ser contada! A autora inseriu aventura à vida já turbulenta da moça e criou cenários dignos de contos de fadas – e outros nem tanto, nem um pouco! Resumidamente: Ana se vê, subitamente tendo que governar a Krósvia da noite para o dia. Não vou falar mais do que isso para não estragar as surpresas. Mas se preparem porque as emoções são grandes!

    Mostrar mais

    Marina Carvalho – Simplesmente Ana
    Simplesmente Ana

    Simplesmente Ana
    Marina Carvalho
    Editora Novo Conceito, 2013
    304 páginas

    Submarino Saraiva

    Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha. Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para a Krósvia e viver em um país distante, tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.

    Como eu deveria começar a descrever o primeiro livro me tocou meu coração nesse ano? Porque, mesmo tendo sido lançado em 2013, só consegui dar uma chance a essa leitura agora, dois anos depois. Se eu soubesse como seria essa história, com certeza teria lido antes – até mesmo para me curar de ressacas literárias, pois acho que esse livro pode curar até aquelas mais graves. É tão, tão delicioso ler esse livro! Confesso que foi um enredo bem diferente do que eu imaginei à primeira vista, mas me agradou muito. Não gosto de fazer comparações, mas não consigo evitar: se você gosta da série Diários da Princesa, escrita por Meg Cabot, vai amar esse romance de estreia de Marina Carvalho.

    Simplesmente Ana

    Ana é uma garota simples que vive em Belo Horizonte e só quer finalizar seu curso de Direito, continuar seu estágio e fazer com que seu quase-namoro com Arthur dê certo. Aos 7 anos, quando soube que sua certidão de nascimento não tinha o nome do pai (como todos os outros colegas), Ana se sentiu um pouco deslocada, diferente das outras crianças. Porém, ela sabia que seu pai havia abandonado sua mãe grávida e, com o tempo, a ausência da figura paterna foi amenizada em sua vida. Ela estava conformada, até o dia em que tudo mudou.

    Ana descobre, da noite para o dia, que seu pai é um rei de um pequeno país europeu (ou seja: ela é uma princesa!) e que teria que conhecer a outra parte da sua vida naquele país. Deixando o Brasil para trás pelo período de seis meses, Ana parte com seu pai para a Krósvia, esperando meses tranquilos e que passariam depressa – pois afinal, ela tinha um quase-namorado a esperando no Brasil. Porém, o destino tinha mais uma surpresa na manga: o insuportável Alexander, que namora a ainda mais intratável Laika (conhecida também por Nome de Cachorro).

    Mostrar mais

    Tutorial: Como participar de sorteios no Rafflecopter

    Como usar o Rafflecopter

    Oi, pessoal!

    Há bastante tempo, uso os formulários do Rafflecopter pra promover os sorteios aqui no blog. Porém, ele não é tão fácil de ser usado como os formulários do Google, que utilizava antes, e por isso muita gente me manda e-mail pedindo como se faz pra participar. Eu sempre respondia com o link de tutorial de algum site, mas é claro que eles não usam as mesmas regras que os sorteios daqui, então nunca era uma resposta tão definitiva. Por isso, hoje vou fazer um tutorial para explicar como se faz pra participar, usando como base as regras do Fluffy.

    É importante dizer, antes de começarmos, que temos duas regras “obrigatórias” e três opcionais, na maioria dos sorteios aqui do blog. Porém, as duas primeiras não te obrigam a nada, exceto a visitar as páginas do blog e da editora no Facebook. Ou seja, curtidas não são obrigatórias, mas são bem vindas! [smile] Se você preferir, pode fazer apenas essas duas entradas, mas se quiser ganhar mais pontos para o sorteio, terá que fazer o resto também – mas só as que você quiser, ok? Mas, se preferir, também pode fazer todas, é claro!


    Primeiro passo: Login

    Como usar o Rafflecopter

    Se você nunca usou o formulário e/ou está vendo essa tela acima, então o primeiro passo é fazer login para participar. Há duas formas de fazer isso: pelo Facebook ou entrando com um nome e e-mail. Se você escolher se logar pelo Facebook (é o mais comum), então provavelmente você precisará permitir alguma regra, mas você pode aceitar sem problema algum.

    Logo após estar logado, você verá a tela abaixo:

    Como usar o Rafflecopter

    Mostrar mais

    Sorteio: Domingo do desapego #9

    Oi, pessoal! Vamos para mais uma semana de sorteio? Logo abaixo vocês encontram uma explicação sobre esse tipo de sorteio que é feito semanalmente aqui no Fluffy e a descrição do livro escolhido para essa semana. [happy]

    Leia antes de participar:
    Todos os livros sorteados exclusivamente no “Domingo do desapego” foram enviados a mim como cortesia pela Editora Novo Conceito. Esses exemplares não foram solicitados para resenha, e como o volume enviado mensalmente é grande, não tenho como dar conta de tudo e, por isso, resolvi sortear para os leitores do Fluffy. Conversei com a editora antes de qualquer coisa, e esses sorteios foram aprovados por eles. Como os exemplares eram meus, eles estão assinados com o meu nome e data na primeira página, pois tenho o hábito de fazer isso nos meus livros. Fora isso, o estado de conservação deles é novo. Novos sorteios vão ao ar todo domingo e têm duração de uma semana. O resultado pode ser conferido em cada respectivo post. Expliquei mais detalhes no primeiro post da coluna, e você pode conferir aqui.


    Eve & Adam

    Eve & Adam
    Michael Grant
    Editora Novo Conceito, 2014
    272 páginas

    Todo mundo devia ter defeitos. Não é isso que nos torna interessantes? Não é isso que nos impede de sermos cópias uns dos outros?

    Filha única da poderosa e fria geneticista Terra Spiker, Eve quase perde uma perna em um atropelamento. O processo de cura no luxuoso complexo Spiker transcorre com uma rapidez impressionante, o que desperta a curiosidade da menina. Antes que Eve estreite os laços com Solo, um rapaz que compartilha segredos com a corporação, a Dra. Spiker propõe um desafio a sua filha: Eve terá a chance de testar, em primeira mão, um software desenvolvido para manipular genes humanos. Ela poderá criar o garoto ideal, sob medida! Mas brincar de Deus tem consequências, e agora Eve vai descobrir até que ponto existe perfeição.

    Veja o livro no site da editora | Adicione no Skoob

    Para participar, basta fazer login pelo Facebook (ou com seu nome e e-mail) no formulário abaixo e seguir as regras (clicando no botão verde e fazendo o que a regra pede). Nesse sorteio há duas regras obrigatórias e duas opcionais: fazendo as obrigatórias, abrem as demais, mas você não é obrigado a fazer todas, só as que quiser. Se você tiver alguma dúvida, não deixe de me pedir pelos comentários. [wink]

    Mostrar mais

    1 2 3 4 5 145