Maurício Gomyde – Surpreendente!

resenha do livro Surpreendente Mauricio Gomyde

Surpreendente!
Maurício Gomyde
Editora Intrínseca, 2015
272 páginas

Submarino Saraiva

Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente. O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o prêmio mais importante do cinema brasileiro. O problema: não ter a menor ideia de como fazer isso. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável.

A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos em uma longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem, feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.

Sempre que pego um livro do Maurício Gomyde pra ler, sei que vem coisa boa pela frente. O Fluffy é parceiro do autor desde o seu primeiro livro, O Mundo de Vidro, publicado de forma independente pelo selo Porto 71. Depois desse primeiro, vieram outros: Ainda não te disse nada, O rosto que precede o sonho e Dias melhores pra sempre. Foi depois desses livros que veio a primeira parceria com uma editora grande: Maurício publicou A máquina de contar histórias com a editora Novo Conceito. Agora, o autor dá mais um passo, e está lançando Surpreendente! com a sua nova casa editorial, a Intrínseca. Eu li todos os livros (você pode clicar sobre os títulos pra ler as resenhas!) e posso dizer que o estilo do autor é nada menos do que emocionante, sensível e um pouco (às vezes muito) engraçado. Maurício consegue mesclar os elementos que resultam em algo muito, mas muito bom – geralmente com um final incrível e emocionante. É até difícil explicar, então vamos à história desse novo livro.

resenha do livro Surpreendente Mauricio Gomyde

O primeiro capítulo nos apresenta um cenário maravilhoso. De cima daquele local ele pode não ver tudo como gostaria, mas pode sentir. Porém, vamos voltar à história e entender como chegamos até este lugar: Pedro Diniz sempre amou cinema. Desde pequeno, ele se empenha para fazer os melhores filmes do colégio, assiste todos os clássicos e quer mudar o mundo ao insistir que as pessoas apreciem esse tipo de filme. Seu sonho é Hollywood, mas tem um pequeno porém: quando pequeno, Pedro foi diagnosticado com um tipo de doença que vai tirando-lhe a visão aos poucos, até que ele fique totalmente cego. Porém, por um milagre que nem os médicos entendem, a degeneração pára e ele fica com cerca de 70% da visão. Dá pra ser cineasta com essa quantidade, certo? Certo!

A vida parece estar boa: ele comanda o último cineclube da cidade (um tanto falido, mas ainda de pé), conhece uma garota ruiva pra lá de interessante chamada Cristal, adora o seu trabalho na videolocadora da periferia e está lutando para produzir um filme realmente excelente para ganhar um tão sonhado prêmio do cinema (esta parte está realmente difícil, mas até então tudo certo). Porém, uma revelação e um segredo a ser desvendado abalam as estruturas do personagem. Com o apoio de Fit e Mayla, seus amigos, e a ruiva Cristal, ele vai para Goiás à procura de respostas com o pretexto de gravar o seu filme. Somente ele sabe que não é nada disso o que está procurando. E a vida prometia ainda mais surpresas no caminho.

“O bom da vida está justamente nas buscas que a gente empreende ao longo dela. Afinal de contas, a própria vida é uma busca.”

resenha do livro Surpreendente Mauricio Gomyde

resenha do livro Surpreendente Mauricio Gomyde

A forma como Maurício conduz o leitor é magnífica. Enquanto a história avança, só pensamos em continuar lendo mais um capítulo, até que terminamos o livro e nem nos damos conta disso. Pra falar a verdade, todos os trabalhos do autor são assim, então eu já esperava por isso. O que pude perceber neste livro foi o quanto a sua escrita evoluiu. Acho que está muito mais fluida, mais profunda, com frases mais longas e muito melhor construídas. É uma delícia ler este livro! *-*

Como de praxe, não temos um vilão nessa história – a não ser os próprios problemas e segredos do protagonista. Todos os personagens têm características bem marcadas e diferentes, e o Maurício adicionou toques que os tornam ainda mais peculiares; Cristal é física nuclear e pode explodir o quarteirão quando quiser (só de brincadeira, é claro!), Fit é muito maluco (daqueles amigos bem doidos mesmo!) e Mayla é aquela mais amiga, pra quem podemos contar nossos segredos. O leitor certamente tem vontade de entrar na história e abraçar os personagens.

O que eu talvez não tenha gostado tanto foi a reviravolta. Muitas coisas demorariam bem mais tempo para serem digeridas pelo Pedro, o protagonista, mas tudo passou depressa demais. Em minha humilde e amadora opinião, diria que o autor poderia ter aprofundado mais essa parte, escrevendo um pouco mais sobre o drama do personagem, para que o leitor digerisse tudo também. Porém, isso não é de todo um ponto fraco – e, talvez, isso se deva somente ao fato de que eu não queria que a história terminasse!

Assim como acontece com todos os livros do Maurício Gomyde, super recomendo a leitura. Se você quer ler um livro nacional de qualidade e não sabe qual escolher, Surpreendente! pode te surpreender de verdade!

Clique aqui e dê uma olhada no maravilhoso hotsite da Intrínseca para conhecer mais sobre o livro!

POSTS RELACIONADOS

12 comentários

  1. Responder

    Bianca

    22/10/2015

    Oi, Gabi. Adivinha só? Também li esse post pela newsletter. Faço questão de dizer isso em todo comentário para que você não pare de enviar, hahahaha. Já falamos sobre como eu adoro o Maurício Gomyde e que você realizou meu sonho também ao conhecê-lo, né? Menina, eu já ouvi falar horrores de Surpreendente, principalmente porque a Intrínseca foi muuuuuito feliz em se juntar ao Maurício e a divulgação do livro foi super justa com o sucesso que ele merece. Eu não tinha lido nenhuma resenha do livro ainda e foi uma surpresa saber que se passa em Pirenópolis, Goiás! É tão pertinho da minha cidade e conheço bem Piri, então já quero ler pra ontem! Saber que vou ler o livro e me sentir como se já tivesse estado naquele lugar (o que é bem verdade) vai ser uma delícia. [love]

    Beijos

    • Responder

      Gabi Orlandin

      03/11/2015

      Hahaha, que maravilha Bianca!
      Ain, é uma delícia ler uma história e saber exatamente como é o lugar. Nossa, então você PRECISA ler esse livro, vai ser uma experiência surpreendente. Ops, licença para o trocadilho, hehehe!
      Beijos.

  2. Responder

    Juh Claro

    22/10/2015

    Ain, eu quero tanto ler esse livro!
    Sua resenha foi a primeira que eu li e me deixou ainda com mais vontade. Mauricio é demais, né? haha
    Perdi o lançamento em SP, então vou ter que deixar pra uma próxima oportunidade 🙁

    Eu adorei o fato dos personagens serem do tipo que queremos como amigos <3 Deixa a história ainda mais real!

    Beijo.

    • Responder

      Gabi Orlandin

      03/11/2015

      Maurício é muito bom escritor mesmo! E super gente boa! Na próxima vez que tiver a oportunidade de conhecê-lo, se puder vá. Ele é super simpático. Sim, todos os personagens dele são cativantes. <3
      Beijocas.

  3. Responder

    Babi Lorentz

    22/10/2015

    Maurício Gomyde tem um dom, não é verdade? Fico besta com a quantidade de coisa maravilhosa que já li por conta desse autor e a cada livro lido, me impressiono ainda mais. Como pode, né? Ele só tende a melhorar e é isso que eu acho incrível. Parece que ele é daquele tipo de pessoa que sabe que está bom, mas que também sabe que pode sempre procurar ficar ainda melhor e mais interessante pro leitor.
    Este eu ainda não li, mas já está na lista de compras pro final do ano. 😀 Quero muito conhecer essa nova história; tenho certeza que vou amar, assim como amei todos os outros.
    Beijo!

    • Responder

      Gabi Orlandin

      03/11/2015

      Com certeza tem, Babi! Sempre que pego um livro do Maurício eu sei que vou amar mais do que o anterior. Isso é realmente incrível, é o que mais gosto no autor: que a gente pode ver a evolução dele.
      Beijos!

  4. Responder

    Dai Castro

    23/10/2015

    O que mais costuma me decepcionar num livro é o final da história. Às vezes vai tudo indo muito bem até que no final tudo ocorre de maneira muito rápida e não tenho tempo de processar e digerir todas as revelações finais.

    Mas, se o livro é realmente bom, a gente acaba passando por cima desse tipo de coisinha, né? 🙂 Interessante a história não ter um vilão, acho que mesmo sem esse tipo de personagem dá para fazer histórias muito boas e profundas. Ótima resenha Gabi! Beijos! [heart]

    • Responder

      Gabi Orlandin

      03/11/2015

      Eu também geralmente me decepciono bastante com isso, Dai. Parece que os autores querem terminar logo e fazem tudo na pressa, né? Se todo o livro fosse assim, tudo bem. Mas quando toda a história é toda explicada, fica estranho quando o autor quer correr do nada. Mas é como você disse: a história é boa, então a gente passa por cima desses detalhes.
      Beijos.

  5. Responder

    Aline T.K.M.

    23/10/2015

    Adorei o final, “Surpreendente! pode te surpreender de verdade” hehehe. Também sou parceira do autor desde os primórdios e fiquei tão feliz quando soube do lançamento de Surpreendente!, adoro o estilo dele e também penso desse jeitinho, que pegar um livro do Maurício é ter certeza de que vem coisa boa. [love]
    Ainda não li Surpreendente!, mas ele está me aguardando na fila – vai ter furação de fila para encaixá-lo antes hehehe. Mesmo assim, já sinto que vou curtir a história e me apegar aos personagens, como sempre acontece.

    Beijinhos, Livro Lab

    • Responder

      Gabi Orlandin

      03/11/2015

      Oi, Aline!
      E o legal é que em cada livro o autor evolui um pouco mais, né? É incrível como dá pra perceber a mudança e o crescimento dele a cada nova história. Você vai adorar Surpreendente!.
      Beijos.

  6. Responder

    Divana

    28/10/2015

    Oi Gabi!
    Tem tanto tempo que não passo por aqui…
    Gostei bem da resenha e não li a sinopse… Estou meio com um pé atrás com elas ultimamente… Às vezes contam mais que o livro os fatos, grandes spoilers.
    O livro que eu tenho muita vontade de ler mesmo do Gomyde é A Máquina de Contar Histórias… Ainda não saí da cabeça com esse livro… Por enquanto, Surpreendente fica pra trás e a máquina vem que vem, hahaha.
    Abraços! [happy]

    • Responder

      Gabi Orlandin

      03/11/2015

      Oi, Di!
      Mas nem me fale em tempo porque nas últimas semanas eu estive atolada de coisas (falei sobre isso no post de hoje, se quiser ler). Só hoje tive tempo de respirar direito. E faz tanto tempo que não pego um livro pra ler que nem sei mais como faz isso, hahaha! Trágico!
      Também tenho um pé atrás com sinopses… às vezes até dois pés atrás. Se quiser começar com A Máquina de Contar Histórias, ótima opção. É igualmente incrível. Assim… qualquer coisa do Gomyde vai te encantar, haha <3
      Abraços!

ESCREVA UM COMENTÁRIO