Vai viajar? Então vamos falar sobre seguro de viagem.

Publicado em 24.11.16

Viajei para o exterior de forma independente duas vezes. Na primeira vez, em 2014, eu e mais três amigos fizemos uma espécie de mochilão de carro, descendo a costa da Califórnia, desde San José até Las Vegas, no estado de Nevada. Fiz uma página especial, com todos os posts sobre essa viagem, que você pode ver aqui. Depois disso, fiz um pequeno intercâmbio juntamente com meu namorado, em abril/maio deste ano. Nessa ocasião, escrevi somente um post, falando um pouquinho sobre como foi a experiência de viver e estudar fora do país.

Se tem uma coisa que nós não abrimos mão nessas duas experiências internacionais, foi o seguro de viagem. Mas por quê gastar dinheiro com isso?

Você já se imaginou fora do país, com um monte de gente desconhecida, e em uma cidade que você ainda não conhece muito bem? Isso já sai um pouco da nossa zona de conforto, deixando-nos um pouco apreensivos no começo, certo? Apesar da alegria da descoberta do novo, temos que admitir que também é um tantinho assustador. Então, imagine que qualquer coisa pode acontecer. Ninguém quer que algo de ruim aconteça – principalmente naquela viagem dos sonhos que planejamos tão minuciosamente! – mas imprevistos estão fora do nosso controle e podem acontecer a qualquer momento, em qualquer lugar, e com qualquer pessoa.

Aqui no Brasil, muitas pessoas contam com planos de saúde, e existem de vários tipos. Todos eles oferecem a nós um mínimo de “ajuda”, digamos, em horas difíceis. Mesmo que seja apenas uma gripe, certo? E aqui estamos em casa! Então por que não contratar um seguro de viagem para quando estamos nos divertindo também, fora do país? ;) Eu acredito que, nos dias em que estamos viajando, é quando mais precisamos estar protegidos e assegurados caso alguma coisa ocorra. Comigo, nunca aconteceu nada – graças a Deus! – mas eu não abro mão de gastar um pouco mais e garantir uma viagem mais tranquila, sabendo que, se acontecer qualquer coisinha, vou ter cobertura.

seguro de viagem

E, agora que já te convenci de que ter um seguro de viagem é muito recomendável, deixo uma dica: a empresa Mondial Assistance comercializa seguros de viagem da Allianz Seguros. O grupo possui mais de 60 anos de experiência, e 12 mil colaboradores espalhados em 34 países pelo mundo. Ou seja: aonde você venha a precisar, eles poderão ajudar. Independente do seu tipo de viagem: mochilão? É gestante? Vai a lazer? Intercâmbio? Negócios? Vai ser marítimo? Não importa qual é o seu estilo, você vai encontrar o tipo de seguro perfeito pra você e seu bolso.

E se você já tiver uma viagem agendada e quiser economizar um pouquinho com seguro de viagem, não perde tempo pra aproveitar a promoção de Black Friday, com 35% de desconto no seu seguro de viagem. Pra saber mais, você pode acessar o site do Cupom.Org e aproveitar a promoção!

Gabi Orlandin
Post escrito por: Gabi Orlandin

Holly Denham – Os e-mails de Holly

Publicado em 22.11.16
Os e-mails de Holly

Os e-mails de Holly
Holly Denham
Editora Record, 2011
770 páginas

Submarino

Em seu primeiro dia como recepcionista em um banco de investimentos londrino, Holly Denham não dá conta de suas inúmeras tarefas, se depara com colegas de trabalho nada amigáveis e, para completar, encontra uma metida ex-amiga dos tempos de escola que se transformou em uma profissional bem-sucedida.

Além de um início de carreira não muito promissor, ela ainda tem que lidar com uma confusa vida amorosa, amigos loucos e familiares que vivem querendo lhe dar conselhos. Para aliviar a tensão de uma rotina tão exigente ela recorre a sua Caixa de e-mail, uma fonte inesgotável de dramas e situações pra lá de engraçadas.

Escrito em forma de e-mail, Os e-mails de Holly é uma leitura compulsiva, que provocará gargalhadas da primeira a última página.

Escolhi este livro na Feira do Livro da minha cidade não pelo seu tamanho – isso iria me assustar, afinal, são mais de 700 páginas. O que me chamou a atenção foi a forma como essa história é contada: toda e completamente em formato de e-mails. Eu adoro livros que a gente lê rápido, e que, quando nos damos conta, já estamos terminando a centésima página. Então, foi por isso que o escolhi. Vamos conhecer um pouco a história dele?

Os e-mails de Holly

Holly Denham foi recém contratada por um banco de finanças multinacional. Só que ela não sabe nada de finanças; Holly é apenas a recepcionista, como dizem muitos colegas da empresa. Acontece que ser recepcionista envolve muito serviço e, cá entre nós, muitas fofocas. Entre as várias, posso me lembrar e citar algumas: uma colega da escola que a tira do sério, um romance apimentado com um dos funcionários de alto escalão, uma avó pra lá de engraçada que começou a usar o computador, um amigo gay que não tem papas na língua, uma amiga que não tem limites, uma irmã que tem uns bichos estranhos de estimação e um irmão que está começando um negócio duvidoso. Já dá pra ter uma ideia do resultado: gargalhadas na certa!

Eu ri do começo ao fim! A troca de e-mails de Holly com todas essas e outras pessoas é muito engraçada, pois ela vive as mais diversas situações. Houve alguns trechos que, admito, não senti diferença nenhuma na história, mas serviram pra entreter o leitor e fazê-lo rir – que, ao meu ver, é a ideia geral do livro. No começo, pode até ser bem confuso por conta do tipo de leitura e da grande quantidade de personagens, mas depois a gente se acostuma, “conhece” melhor cada um deles e a leitura flui com mais velocidade. Para quem tiver interesse, no site hollysinbox.com é possível ler algumas trocas de e-mail da personagem, embora só em inglês.

Os e-mails de Holly

Os e-mails de Holly

Mais uma coisa interessante dessa leitura fica por conta da autora: Holly Denham, além de personagem, é o pseudônimo da autora desse livro, que ninguém sabe quem é, mas é alguém que tem um conhecimento grande acerca do mundo das recepcionistas. A ideia é que os supostos e-mails da personagem tenham caído, de alguma forma, na internet, nesse site hollysinbox,com, e que fez tanto sucesso que foi publicado em livro. Achei a ideia bem legal, o que torna a história um tanto real pra quem lê.

Se o livro pode ser um pouco cansativo? Sim, são mais de 700 páginas e às vezes a sensação é de que nunca vai terminar – embora eu tenha lido em 3 dias. Então, não dou cinco estrelas, porque às vezes a leitura se arrasta um pouco, mas com certeza todos os que amam chick-lit deveriam ler. É um livro engraçado, diferente e que parece falar diretamente com o leitor. Certamente você vai se sentir, realmente, bisbilhotando a caixa de e-mails da Holly, e isso é muito, mas muito divertido! xD

Gabi Orlandin
Post escrito por: Gabi Orlandin

Wishlist: pulseiras e charms da Pandora

Publicado em 17.11.16

Olá, pessoal! Tudo bem com vocês?

Hoje venho trazer um assunto super especial e LINDO! É mais direcionado para as mulheres, mas também vai ser útil para os homens que quiserem presentear suas namoradas/mães/irmãs/etc com um presente mega especial nesse final de ano. Há alguns dias, recebi uma proposta de falar sobre alguns produtos da Pandora aqui no blog. Vocês conhecem a marca, certo? Ela foi fundada em 1982, na Dinamarca, e hoje é considerada a segunda maior fabricante de jóias do mundo (fonte).

Eu confesso que não conhecia muito os produtos da marca, mas quando acessei a loja, fiquei encantada! Na hora, já fiz a minha wishlist, e estou aqui fazendo o balanço do ano pra poder me presentear nesse Natal. xD Então, quero mostrar pra vocês os produtos que eu maaaaaais amei e estou assim, de namorico. Vamos ver?

charms pandora

Charms pendentes Pandora

Gente, isso é puro amor. Não consigo lidar com tantos charms lindos em uma só página! *-* É possível filtrar as buscas por material, metal, pedras, cor, temas, tamanhos e faixas de preço. Tem pra todos os gostos. Os meus favoritos foram os de Ouro 14k e Pandora Rose. Em especial esse último, que tem uma coloração dourada puxando pra um rosé, e já estou até me imaginando com um deles. |D

charms pandora


Braceletes de couro Pandora

Assim como os braceletes clássicos, de metal, eu estou achando linda essa tendência dos braceletes de couro, ainda mais quando eles são delicadinhos e coloridos, iguais aos que encontrei na Pandora. Além de ser um presente e tanto para o final de ano (qual mulher não iria gostar de ganhar um desses?), ainda são práticos pra usar em todas as situações. Os meus favoritos, claro, foram os rosinhas, mas amei em especial um de cor bege. Vejam que lindos:

braceletes de couro

De qual vocês mais gostaram? Qual faz mais o estilo de vocês?

Assuntos: ,
Gabi Orlandin
Post escrito por: Gabi Orlandin

A Black Friday já começou na Netshoes e na Zattini!

Publicado em 11.11.16

Quem aqui está ansiosamente aguardando a Black Friday levanta a mão! :D Eu também estou muito ansiosa pra ver os descontos que as lojas irão oferecer dessa vez. Este ano, a Black Friday será no dia 25 de novembro, então ainda faltam alguns dias até lá. Muito tempo para as pessoas apressadinhas, né? Só que não precisamos esperar tudo isso: a Netshoes e a Zattini já fizeram um favor à nossa ansiedade e estão com ofertas durante o mês de novembro inteirinho. 8)

Todos aqui devem conhecer as duas lojas, mas, para quem é novato, vale tomar nota que as duas lojas são do mesmo grupo. Ambas trabalham com calçados e roupas na linha masculina, feminina e infantil. A Netshoes trabalha dentro de um estilo mais esportivo, enquanto a Zattini foca em outros estilos (mas também tem uma seção dedicada aos que gostam de fazer exercício).

Então, se você pensa em comprar algumas roupas e calçados novos, ou pensa em presentear a família toda nesse final de ano, é bom aproveitar essa época da Black Friday pra garantir um desconto nos produtos. É sempre bom conseguir economizar. Mas eu tenho uma dica melhor ainda!

Com o Cupom.Org, você consegue economizar um pouco mais. :O Sabe como? É só ficar de olho na página da Netshoes e da Zattini dentro do site do Cupom.Org, e acompanhar as ofertas!

cupom de desconto black friday cupom.org

Você não precisa fazer cadastro no site, somente clicar no botão PEGAR CUPOM, que está presente dentro de cada oferta. E aí, é só aproveitar! ;P

Diz aí: o que você pretende comprar nessa Black Friday?

Gabi Orlandin
Post escrito por: Gabi Orlandin

Sarra Manning – Os Adoráveis

Publicado em 01.11.16
livro os adoráveis sarra maning novo conceito

Os Adoráveis
Sarra Manning
Editora Novo Conceito, 2013
384 páginas

Submarino Saraiva

Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela — e já ganhou até prêmios na categoria “Melhor Blog sobre Estilo de Vida” pelo The Guardian e um Bloggie Award. Adora balas Haribo, moda (a que ela cria, comprando em brechós) e colorir (ou descolorir totalmente) os cabelos. Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana — mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável. Mas, certamente, ela não olharia duas vezes para Michael. Porque Michael é o oposto de Jeane. Ele é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. E compra suas roupas na Hollister, na Jack Wills e na Abercrombie. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e nunca paga por isso). Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “ex” — Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que ficaram pela primeira vez.

Os adoráveis já estava esperando sua vez na fila de leitura há um bom tempo. Lembro bem que, quando lançou, eu estava doida pra conhecer a história da blogueira Jeane, mas depois essa leitura acabou sendo passada para trás diversas vezes. E agora já fazem uns dois dias que terminei a leitura, e ainda não consegui escrever uma resenha pra ele. Não que seja um livro profundo ou emocionante. Nada disso. Os adoráveis é tão divertido que é impossível largar – e por isso, um livro ótimo! :D

Jeane definitivamente não se encaixa no estereótipo de jovens comuns de 17 anos. Ela só usa roupas compradas em brechós, adora colorir (ou descolorir de formas bem trágicas) o seu cabelo, adora combinar (ou não, não mesmo) as suas roupas, e não se encaixa. Simplesmente assim: não se encaixa. Jeane é dork. Dork é um tipo de pessoa que abomina as cadeias de roupas, que não acompanha a moda e que entra em debates acalorados sobre feminismo. Pelo menos a Jeane desse livro é assim – além de morar sozinha em um apartamento que é uma bagunça. Ah, e quase ia me esquecendo da parte mais bacana: Jeane tem um blog, chamado Adorkable, que está se tornando um estilo de vida, com meio milhão de seguidores no Twitter, e é considerada uma rainha dos jovens atuais.

Então, ela nunca olharia para Michael Lee, o típico garoto da escola que namora as garotas mais bonitas, compra suas roupas em lojas de marcas e, ao contrário de Jeane, é totalmente dependente dos pais. Ah, e ele também é ótimo em tudo o que faz: desde Matemática até futebol, e se dá bem com todo mundo. Bem, menos com Jeane.

A única coisa que os dois têm em comum são seus ex-namorados, que acabam meio que trocando de pares, por assim dizer. Eles não têm mais nada em comum. Sendo assim, o primeiro beijo é totalmente sem querer. O segundo é só pra provar que o primeiro foi sem querer. E, bem, o terceiro não teve motivos pra acontecer. Ok, vamos combinar que a coisa saiu do controle, totalmente. xD

livro os adoráveis sarra maning novo conceito

Essa leitura é muito, mas muito divertida! O humor de Jeane é péssimo, na maioria das vezes, e é isso que dá a graça na história. Ela não tem papas na língua e fala o que precisa falar – mas sem largar o Twitter, é claro! Na verdade, ela não consegue viver sem Internet – porque, afinal, seus seguidores sentem a sua falta! Claro.

A história desses dois personagens é, no mínimo, fofa. Eles não têm nada a ver, mas ao mesmo tempo parecem ter um fio ou um ímã que os puxa em direção um ao outro. Eles não combinam em nada, e ao mesmo tempo combinam em tudo – isso ao menos faz sentido? ;P

E, como se não bastasse, é muito interessante ler sobre uma personagem diferente, pra variar. Jeane não tem nada do que outras personagens de livros já tiveram, e isso é muito legal pra quem procura algo diferente. Ela defende o feminismo, faz vendas de usados, não está de acordo com o padrão de “corpo perfeito”, usa roupas extravagantes e discute com os professores em sala de aula sobre os mais diversos temas. Jeane é durona, tem respostas ásperas e ninguém gosta dela. Concordam que ela vai ter que aprender algumas coisinhas nessa história, certo?

Confesso que, quando a autora insinuou um final para a história, eu fiquei realmente com medo, pois não era o que deveria acontecer. E, se fosse daquela forma, então o livro não teria valido a pena pra mim. Felizmente, o final foi lindo – mas não tão lindo, só padrão Jeane, ok? |D Afinal, nada no universo Jeane é tão lindo e fofo.

Se você procura uma história realmente divertida, diferente, e que vai te levar para longe do lugar-comum, Os adoráveis certamente é uma ótima escolha. Garanto! ;)

Gabi Orlandin
Post escrito por: Gabi Orlandin
Subir!