Jojo Moyes – A garota que você deixou para trás

resenha do livro a garota que você deixou para trás

A garota que você deixou para trás
Jojo Moyes
Editora Intrínseca, 2014
384 páginas

Durante a Primeira Guerra Mundial, o jovem pintor francês Édouard Lefèvre é obrigado a se separar de sua esposa, Sophie, para lutar no front. Vivendo com os irmãos e os sobrinhos em sua pequena cidade natal, agora ocupada pelos soldados alemães, Sophie apega-se às lembranças do marido admirando um retrato seu pintado por Édouard. Quando o quadro chama a atenção do novo comandante alemão, Sophie arrisca tudo — a família, a reputação e a vida — na esperança de rever Édouard, agora prisioneiro de guerra.

Quase um século depois, na Londres dos anos 2000, a jovem viúva Liv Halston mora sozinha numa moderna casa com paredes de vidro. Ocupando lugar de destaque, um retrato de uma bela jovem, presente do seu marido pouco antes de sua morte prematura, a mantém ligada ao passado. Quando Liv finalmente parece disposta a voltar à vida, um encontro inesperado vai revelar o verdadeiro valor daquela pintura e sua tumultuada trajetória. Ao mergulhar na história da garota do quadro, Liv vê, mais uma vez, sua própria vida virar de cabeça para baixo.

Tecido com habilidade, A garota que você deixou para trás alterna momentos tristes e alegres, sem descuidar dos meandros das grandes histórias de amor e da delicadeza dos finais felizes.

Eu sabia, desde o primeiro momento, que um livro da Jojo Moyes me emocionaria. Desde que li “A última carta de amor“, e depois “Como eu era antes de você(quase me acabando de chorar nessa última), me tornei fã das histórias da autora e, atualmente, leio um livro dela sem nem ler a sinopse. E foi exatamente o que fiz com “A garota que você deixou para trás“.

Sem ter ideia do que o livro traria desta vez, embarquei em uma história totalmente desconhecida e nova para mim: a Primeira Guerra Mundial. Os primeiros capítulos narram a vida de Sophie Lefèvre, uma moça que luta com todas as suas forças para manter a sua família a salvo, resistindo de maneira corajosa à opressão alemã no norte da França, enquanto espera, desesperadamente, por uma notícia de seu marido, Édouard, que está lutando na guerra.

O exército alemão fazia saques e exigia pertences, comida ou qualquer mantimento que quisessem às famílias francesas, sem qualquer pagamento. A pobreza era o cenário da pequena cidade de St Péronne. Mas um dia, Sophie recebe a notícia de que deverá cozinhar para o exército no lugar onde vive, que antes da guerra era o hotel da família, com amplo espaço para refeições, e hoje é apenas um local que não cheira mais a boa comida e os quartos são vazios, devido aos roubos. Sophie e sua irmã, Hélene, receberiam comida, estritamente controlada, para servir aos alemães. Mas quando o comandante depara-se com o quadro pintado por Édouard, que Sophie guarda como uma recordação do marido, deixando-o exposto no hotel, contrariando as regras dos alemães sobre obras de arte, ele simplesmente não o leva embora: fica admirado. Não só pelo quadro, mas também pela moça retratada: Sophie.

Quase cem anos depois, o retrato está na parede da magnífica Casa de Vidro de Liv Halston, uma mulher que, antes vista como uma socialite, hoje é devastada pela dor da perda do marido e pelas dívidas que não consegue cobrir. O quadro foi um presente de David, seu marido, e é o objeto que ela mais ama no mundo. Mas os seus dias de paz parecem estar chegando ao fim: com a entrada de um processo de restituição do quadro ao descendente de Édouard, vem à tona toda a história do quadro, de Sophie, da guerra e segredos escondidos durante cem anos. Passado e presente se juntam de forma espetacular, e é impossível não ficar emocionado com os acontecimentos e a forma com que eles se revelam, aos poucos, ao leitor.

resenha do livro a garota que você deixou para trás

Durante a leitura, pensei que escreveria, aqui na resenha, que um dos pontos negativos foi a teimosia e atitudes estúpidas das duas personagens, Sophie e Liv, que muito têm em comum. Porém, com o findar da leitura, mordi a língua e percebi que a autora é simplesmente genial, e tinha uma carta na manga. Nem todas as atitudes, hoje discriminadas e tidas como erradas, podem ser, de fato. São personagens maravilhosas, apesar de as odiarmos um pouco no decorrer da leitura, e estou feliz de ter conhecido a história delas na ficção, tão facilmente colocadas no dia a dia, na realidade do passado e do presente.

A autora não me fez chorar como em seu último livro, mas não é por isso que ele deixa de ser maravilhoso. Jojo monta uma história intrincada e complexa, juntando fatos e revelando-os como em um quebra-cabeças, mas sempre deixando a última peça para o final – e que final incrível e lindo! Um livro espetacular – quem lê, vive as tristezas e angústias da guerra, de não saber sobre o seu futuro e a de quem se ama, ao mesmo tempo em que convive com os dois lados de um processo de restituição de bens, o valor real contra a verdadeira história e valor sentimental de uma obra de arte datada de tanto tempo.

É típico de Moyes levantar assuntos polêmicos e abrir o leque de possibilidades perante seus leitores. E digo: ela faz isso incrivelmente bem. Se você ainda não leu nada da autora, indico que o façam. Se quiserem começar com “A garota que você deixou para trás“, acho que é uma boa ideia! 😉

POSTS RELACIONADOS

29 comentários

  1. Responder

    Cássia

    07/03/2014

    Gabiii!
    Ainda não tive a oportunidade de ler nada da Jojo, mas vou ganhar ‘A garota que você deixou pra tás’ de aniversário *o* Ou seja, a partir do dia 22 poderei embarcar nessa história linda que você descreveu. Acho que vou chorar rios e mares ><

    Beijinhos,
    http://www.procurei-em-sonhos.com

  2. Responder

    Juliana

    07/03/2014

    Segunda resenha que leio desse livro e estou muito curiosa sobre toda a história, mas estou mesmo super a fim de ler Como eu era antes de você! Parece ser uma história linda, e o nome é perfeito :~

    Ótima resenha!! Amei as fotos 🙂

    Beijos!

    • Responder

      Gabi Orlandin

      07/03/2014

      Como eu era antes de você é lindoooo! Leia sim, não perca essa oportunidade! *-*
      Beijos.

  3. Responder

    Juh Claro

    07/03/2014

    Quero muito ler esse livro. Li Como Eu Era Antes de Você mês passado e me apaixonei pela escrita da autora. Tenho “A última carta de amor” pra ler em casa também e pelo que todos falam, também vou gostar muito. Já esse tem opiniões bem divididas e é bom ver que você gostou tanto porque temos gostos um tanto quanto parecidos 🙂
    Bom ver que você conseguiu não se irritar tanto com as protagonistas e bom saber que tem uma “razão” pra isso, estava me deixando um pouco com o pé atrás por reclamarem delas.

    Beijo <3

    • Responder

      Gabi Orlandin

      07/03/2014

      A escrita da Jojo é realmente demais, eu adoro. As protagonistas são bem idiotas em quase todo o livro, mas no fim eu dei de cara na parede porque elas estavam quase sempre corretas. Depois que ler, me conte o que achou 😉
      Beijos!

  4. Responder

    alice aguiar

    07/03/2014

    nossa gabi do jeito que vc descreveu esse livro estou completamente encantada com ele *_*

  5. Responder

    Beatriz Cavalcante

    07/03/2014

    Acho que virei fã da Jojo. Mês passado eu li o como eu era antes de você e … amei! [love] Já tinha visto sua resenha aqui no blog mas demorei um tempinho para comprar e me arrependi de não ter feito isso antes. Achei o livro lindo e chorei largado no final. hahaha
    Agora eu estou a fim de ler os outros livros dela principalmente esse. Vi algumas resenhas do livro e todas elas são sempre positivas. Também vi que não é um livro para chorar e ufa, ainda bem! hehehe

    Enfim, o livro está na minha listinha já e eu não vejo a hora de comprar. [heart]

  6. Responder

    Carla Veiira

    07/03/2014

    Me deu uma vontade enorme de ler, vou comprar logo <3

  7. Responder

    Marcella

    08/03/2014

    Estou lendo Como eu era antes de você, estou no comecinho, mas quando vi está capa, jurei que era continuação, mas pelo que vi não é. Por que a capa tão parecida com a outra?

    • Responder

      Gabi Orlandin

      08/03/2014

      Oi, Marcella!
      É verdade que, pelas duas capas serem tão parecidas, fica parecendo que é continuação. Mas eu gostei da atitude da editora, pois, sendo da mesma autora, eles mantiveram a mesma linguagem visual. Cada um com a sua opinião, eu vi muita gente criticando, mas eu gostei! xD
      Beijos!

      • Responder

        Marcella

        08/03/2014

        Hum entendi, bem gostei.
        Obrigada.

  8. Responder

    Giih

    08/03/2014

    [wink] que blog mais lindo e fofo, amei <3

    adorei a resenha do livro flore, beijos

    giihflore.blogspot.com

  9. Responder

    Mariana

    08/03/2014

    mamãezinhaaaaaaaaaaaa! eu quero esse livro hojeeeeeeeeeeeeeeeee
    morri [dead] [dead] [dead]

  10. Responder

    Amanda Vitória

    08/03/2014

    Nossa, ainda não tinha ouvido falar e isso foi um pecado. Já favoritei o post, quero ler! ♥

    >> Visite nosso site!
    – xoxo –

  11. Responder

    Thami

    09/03/2014

    Nessa quinta feira eu fui no shopping e peguei esse livro pra ler a sinopse, gostei. Li também a sinopse de “Como eu era antes de você” e também gostei, porém achei um pouco triste (e é desses que eu gosto). Parece que eu tenho um imã pra livros românticos que são daqueles bem melosos e dramáticos, sabe? Gostei da resenha, assim que eu tiver oportunidade, vou lê-lo.

    Bitocas!

    • Responder

      Gabi Orlandin

      10/03/2014

      Também adoro livros tristes, haha! Acho que você vai amar “Como eu era antes de você”, que faz chorar MUUUITO. “A garota que você deixou para trás” também é muito bom, mas não faz chorar. Ufa! ;D

  12. Responder

    Luiza

    09/03/2014

    Ainda não li nada da autora tenho que ler.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

  13. Responder

    Luuh Marcely

    09/03/2014

    Eu ainda não tive a oportunidade de ler um livro da Moyes, mas tenho vontade. 😀
    Ótima resenha!

    Beijinhos
    http://www.november92.com

  14. Responder

    Ana

    09/03/2014

    Pude sentir em sua resenha todo o seu carinho e admiração por esse livro!
    Adoro todos os livros de Jojo Moyes e acredito que isse nao vai ser diferente!
    Depois dessa sua resenha, desejei esse livro ainda mais depois do que li!
    Parabens querida!
    Beijão!
    hhtp://nomeuucriadomudo.blogspot.com.br

  15. Responder

    Mirelle Candeloro

    10/03/2014

    Oi Gabi, que resenha linda e delicada, adorei! Assim como você, me tornei mega fã dessa autora que sabe criar uma trama original e emocionante. Também não chorei em A Garota que você deixou para trás, mas fiquei extremamente tocada pela história de vida dessas duas mulheres. Beijos, Mi

    http://www.recantodami.com

  16. Responder

    Divana

    10/03/2014

    Olá Gabi!!!
    Resenha maravilhosa e eu ainda não li nada da Jojo, embora tivesse uma grande vontade de ler “Como eu era antes de você”. Li muitas resenhas positivas e que me emocionaram.
    Assim que vi o lançamento de “A garota que você deixou pra trás” tive também muita vontade de ler… Mas ainda não fiz isso…
    Só tenho certeza é que os livros nunca são classificados como antigos e sem nada pra mostrar, logo, posso lê-los mais tarde, quem sabe?
    Abraços!!!

  17. Responder

    MARA

    11/03/2014

    Olá eu li o ultimo livro da autora e vou te contar viu tenho medo de ler outro livro dela, não por serem ruins , mas não sei se meus nervos aguentam, eu fiquei D-E-S-O-L-A-D-A com como eu era antes de você, e com certeza os livros da autora valem muito a pena, Assim que me refazer do ulmo livro com certeza vou ler esse que me parece uma história bem bonita, virei uma adi miradora sincera dessa autora. bjs

    • Responder

      Gabi Orlandin

      11/03/2014

      Oi, Mara!
      Entendo o seu “medo” de ler algo da autora, pois os livros dela são maravilhosos e, ao mesmo tempo, de cortar o coração. Mas vou te dizer que “A garota que você deixou para trás” não é tão triste quanto o anterior. Nem um pouco. É lindo 🙂
      Quando ler, me conte o que achou. Beijos!

  18. Responder

    Michelle

    15/03/2014

    Ainda não li nada da autora, embora recomendações não me faltem. Sou fã de histórias que se passam em tempos de guerra. Se a trama de superação for conduzida com delicadeza então… perfeito. Parece ser esse o caso. Aliás, enquanto lia sua resenha, já imaginei um filme. Acho que ficaria muito bom 😉
    bjo

    • Responder

      Gabi Orlandin

      16/03/2014

      Também acho que um filme cairia muito bem para essa história, Michelle! Espero que um dia role a oportunidade. Bjos! Boa semana.

  19. Responder

    Aline

    26/11/2014

    Nossa! Há pouco tempo eu li “Como eu era antes de você” e estou apaixonada pela escrita da Jojo Moyes e doida por todos os livros dela! Essa tua resenha aumentou esse meu desejo e fiquei com muita vontade mesmo de ler esse livro!

  20. Responder

    Mari Cruz

    26/11/2014

    eu tenho aqui em casa “como eu era antes de vc” na lista pra ler nas férias hehehehehehe 😛
    agora esse vai pra minha lista de desejos do amigo oculto da faculdade! bjos

    • Responder

      Gabi Orlandin

      26/11/2014

      Mari, eu recomendo os três livros da Jojo que li (esse, o que você tem e mais o A última carta de amor). E tenho certeza que, se ela escreveu mais, também são ótimos <3

  21. Responder

    Kayanne Souza

    04/10/2016

    Esse livro é muito bom, JOJO MOYES capricha ao lançar esse livro
    *-* *-* *-* *-* *-* *-*

ESCREVA UM COMENTÁRIO