Stephenie Meyer – A Hospedeira

resenha do livro A Hospedeira

A Hospedeira
Stephenie Meyer
Editora Intrínseca
560 páginas

Nosso planeta foi dominado por um inimigo que não pode ser detectado. Os humanos se tornaram hospedeiros dos invasores: suas mentes são extraídas, enquanto seus corpos permanecem intactos e prosseguem suas vidas aparentemente sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Quando Melanie, um dos humanos “selvagens” que ainda restam, é capturada, ela tem certeza de que será seu fim. Peregrina, a “alma” invasora designada para o corpo de Melanie, foi alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, o excesso de sensações, a persistência das lembranças e das memórias vívidas. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos remanescentes da resistência humana. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared, que continua a viver escondido. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por alguém a quem foi submetida por uma espécie de exposição forçada. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que ambas amam.

Eu já tinha A Hospedeira na minha estante há um ano, mas só há uma semana eu o tirei de lá para finalmente lê-lo. Se eu soubesse, teria feito antes! É um livro que, no começo, não atraiu a minha atenção, chegando a ser confuso no começo e um pouco monótono, afinal, ele é narrado na perspectiva não dos humanos, mas sim, dos seres que invadem o nosso planeta e tomam o corpo e a mente das pessoas. Por isso as falas são meio confusas no começo, pois são criaturas que pensam que nós, humanos, somos os alienígenas. Mas logo, logo as coisas começam a clarear.

Esses seres alienígenas (e digo isso do ponto de vista humano!) são criaturas minúsculas, como pequenas centopéias prateadas que vem do planeta Origem e não podem viver muito tempo sem um corpo hospedeiro. Por isso, fazem grandes viagens a diversos planetas a cada vez que um corpo hospedeiro morre: a criatura sai do corpo antes de este vir a falecer e começa tudo de novo, em um novo hospedeiro. Sendo assim, uma criatura alienígena (eles mesmos se intitulam “almas”) pode vir a ter muitas vidas em diversos planetas.

As almas vem ao planeta Terra pois pensam que os humanos são demasiadamente violentos; brigam por motivos tolos, têm comportamentos inadequados para com os outros e tantos outros motivos mais. E essa ideia existe pois as almas são seres extremamente pacíficos; para se ter uma ideia, onde eles vivem não é preciso pagar com dinheiro, pois cada um faz a sua parte para a comunidade e eles vivem muito bem assim, (em uma harmonia que às vezes chega a desgastar!).

Peregrina é um alienígena que entra na mente de Melanie para descobrir se ainda existem outros humanos resistentes no planeta. Acontece que Melanie, sendo um dos últimos seres humanos a ainda possuir a sua própria mente, sabe da existência e o que acontece quando uma alma entra em uma mente humana. É por este motivo que, quando Peregrina entra na mente de Melanie, ela ainda está lá – e se recusa a desaparecer.

Melanie é apaixonada por Jared (que ela pensa que é o último homem resistente do planeta) e por Jamie, seu irmão caçula. Constantemente, ela envia emoções e imagens à Peregrina até que ela passa a se apaixonar por ambos e a sentir os mesmos sentimentos de humanidade de Mel.

Peregrina fica dividida entre as emoções dos humanos e à fidelidade dos seres da sua espécie. Ela quer ir atrás de Jared e Jamie, mas também precisa relatar à sua Buscadora o que ela consegue ver através da mente de Melanie (quando esta não bloqueia seus pensamentos).

É uma história de amor, acima de tudo, e que ele pode mudar vidas e fazer seres de outros planetas de aproximarem e até se apaixonarem.

28/02/2011

POSTS RELACIONADOS

19 comentários

  1. Responder

    Giovana Joris

    23/02/2011

    Gabi! Acho que me apaixonei pelo seu blog, muito muito muito lindo mesmo, amei o layout, é todo lindo! Vi que você faz design gráfico, né? Vou começar a fazer também, mas não sabia que tinha se tornado modinha :/ Vou fazer porque eu acho (na verdade, dizem) que eu tenha vocação, então…
    Enfim, adorei a resenha. O livro em si não me chama muito atenção, mas ando vendo resenhas positivas dele, então talvez eu até o leia um dia, quem sabe… HUSAHD
    Beijos! [wink]

  2. Responder

    cah

    24/02/2011

    Olá Gabi

    gostei do seu blog… e da resenha, acredito que deve ser um bom livro, me pareceu apenas cansativo. Um grande beijo

  3. Responder

    Sharon

    25/02/2011

    Oie.
    Vou te dizer que tenho esse livro faz teempo na minha prateleira e já desisti de ler. Toda vez que eu tento não consigo passar dos primeiros capítulos… É muito chato. E não é nem a história em si, mas o jeito como ela é contada. Achei a Peregrina uma chata e o nome muito besta para um alma tão evoluída(como eles mesmo dizem que são!)
    Enfim, mas sei de pessoas, como tu, que gostaram… quem sabe um dia eu goste também.

    Adoro vir aqui. Bjs.

  4. Responder

    Luiza C

    25/02/2011

    Já to num booktour com esse livro, e to louca que chegue logo pra mim ler, apesar de não estar botando muita fé nele, rs. E tambem né, ele é enorme! Enfim, amei a resenha. Beijão.

    Luiza,
    Express Coffee

  5. Responder

    Bruna

    26/02/2011

    Oi!
    Humm que legal, sua resenha me prendeu do começo até o fim, muito bom! vou procurá-lo pra ler
    bjs e até mais!

  6. Responder

    Claudinha

    26/02/2011

    Só vim gostar do livro lá pro final já, achei a Peg cansativa demais. Mas é um livro que passa uma mensagem que eu acho muito legal e singela. Boa dica! 😉

    Beijos

  7. Responder

    Vanessa

    27/02/2011

    tenho tentado ganhar este livro em tudo que é sorteio que aparece, mas até agora nada, rsrsrs. Sou doida pra ver ele na minha estante…
    Bjss

  8. Responder

    Maria Clara

    01/03/2011

    Oi Gabii, amei a resenha , achei que vc se expressou super bem , nos contou melhor a história que a 1ª vista parece complexa mas segundo vc é uma história de romance então isso já melhora tudo huahahuauhau
    parabéns pelo blog que é lindo e fofo demais !!
    beijos
    =D

  9. Responder

    Amanda Vieira

    03/10/2011

    Oi Gabi, Já li o livro e também o achei meio confuso no começo, mas logo as coisas
    ficaram claros, achei sua resenha muito boa e também gostei do livro.
    Abraços:)

  10. Responder

    Narley

    10/11/2011

    Li esse livro recentemente, e ele é bom! [happy]

  11. Responder

    (thitelly)Michelle

    28/02/2012

    Adorei os personagens desse livro
    Torci muito por eles

  12. Responder

    Malanny Araújo

    17/03/2012

    Tô lendo esse livro, e amando!

  13. Responder

    Ramon Falcão

    14/08/2012

    Estou lendo esse livro. Desde que minha amiga me apresentou “A Hospedeira”, eu nunca havia demonstrado nenhum sinal de desejo por esse livro. Mas, um dia, estava eu nas Lojas Americanas, e vi que o livro estava em promoção. Adivinha? O desejo veio rapidinho, rsrs! Mesmo com comentários de que o começo da trama é meio monótono, parado e chato, gostei bastante do rumo que a história está tomando. Enfim, Meyer é Meyer, e seus romances – por mais desgostosos que sejam aos olhos de muitos -, são sempre muito bons e cativantes de ler (:

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      14/08/2012

      Oi Ramon!
      O livro está em promoção mesmo, já vi por 9,90, pouco tempo depois de eu ter comprado o meu por uns 30,00. Imagine que “feliz” eu fiquei, hehe.
      Muitos falam mal da Stephenie, mas ela sabe como prender um leitor, isso é inegável, né?
      Obrigada pelo seu comentário. Vi que foi a primeira vez que você comentou, mas espero que volte mais vezes! ^^
      Abraços!

  14. Responder

    Ruama

    04/09/2012

    Oi! Tudo bem?! Tava louca pra ler outra estória da autora que não fosse crepúsculo, aí quando lançou esse livro fiquei louca pra ler. E passei a gostar da autora depois dessa leitura. Amei o livro! Foi um dos poucos livros que amei loucamente o final, haha. Assim como você, também achei o começo um tanto cansativo e chega a ter a ser maçante. Pensei em desistir muitas vezes da leitura, por conta do começo. Mas fui até o final, e que bom que não desisti.
    Seu blog é uma gracinha! *-*
    Bjs, Ruama.
    http://esquiloscorderosa-ruama.blogspot.com.br/

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      05/09/2012

      Oi, tudo ótimo!
      O final do livro é mesmo muito bom, vale a pena continuar na leitura, hehe! E que bom que você gostou do meu blog. Obrigada pelo seu comentário. Será sempre muito bem vinda aqui!
      Um grande beijo! *-*

  15. Responder

    Carla Muriel

    11/10/2012

    Sou apaixonada pelo o livro A Hospedeira, foi dos primeiros livros que comprei com meu próprio dindin [love] rs’ E posso dizer que valeu a pena compra ele! Adoro os livros da Stephenie Meyer principalmente a Saga Crepúsculo e quando vi A Hospedeira falei “Eu quero esse livro para mim”, no começo da história era confuso, mundos diferentes, falavam nomes totalmente fora do comum, mas mergulhei nessa ficção e adorei cada momento que presenciei do livro. Muitas pessoas diziam, “Ah esse livro é sem pé nem cabeça, é chato não sei como você aguenta ler “, mas não me importei com as criticas. Tem uma parte do livro que sinceramente ficou cansativa, quando ela estava no deserto e foi capturada, mas depois que Jared voltou [heart] ficava ansiosa para chega no proximo capitulo. Muito bom! Até que ele virou meu favorito, o mundo da minha querida Peg e Mel *-*
    Adoro seu blog Gabi ele é tão lindo, adoro ler suas resenhas!

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      14/10/2012

      Oi!
      O livro é mesmo mais lentinho no começo, mas é só até a gente se acostumar com a história. Eu adorei as personagens também e bom… adoro esse livro ^^
      Obrigada pelo seu comentário, fico feliz que goste do blog.
      Bjos!

  16. Responder

    monique carvalho

    07/02/2013

    nossa que resenha boa ja estava afim de ler uma resenha sobre esse livro que vai ter filme agora kkk

ESCREVA UM COMENTÁRIO