Jéssica Barreto – O diário de Anabel

resenha do livro o diário de Anabel

O diário de Anabel
Jéssica Barreto
Editora All Print, 2011
81 páginas

Anabel, como qualquer outra garota da sua idade, só queria que o seu último ano escolar fosse inesquecível, começando com uma viagem à França, mas ela não sabia que algumas atitudes iriam mudar a sua vida para sempre. A gravidez na adolescência, o preconceito e o afastamento da sua melhor amiga são alguns dos motivos que irão tornar o seu ultimo ano bem difícil.

O livro é escrito em primeira pessoa (que eu adoro!), na visão de Bel, uma menina de 16 anos que escreve um ano inteiro de sua vida em um diário. Era seu último ano de aulas e, depois disso, iria fazer faculdade de odontologia. Mas é claro que nada saiu como ela previra.

A narrativa é muito agradável e leve, tanto que em alguns pontos eu achei que a história poderia ser mais detalhada. Mas esse lado é compreensível, porque se trata de um diário, e a protagonista escreve suas emoções, sem se ater muito, porque ela mesma não sabe muito bem pelo que está passando; ela está confusa com um grande acontecimento que acontece em sua vida: a gravidez.

A única coisa que diria sobre isso é que, apesar de ser um diário, a leitura poderia ter sido mais aprofundada e acho que os fatos poderiam ter mais ligação: por exemplo a viagem e a festa que, acredito, não se encaixaram de um modo significativo na história. Mas, apesar de tudo, reforço o quanto a escrita da Jéssica é deliciosa, sem erros e rápida de ler e compreender.

Lendo a sinopse, já imaginei a história, porque é um pouco cliché (e acho que esse assunto – a gravidez – pode continuar sendo muito cliché, porque existe muito problema quanto a isso ainda). Apesar disso, tiveram muitos acontecimentos que me impressionaram: gostei, principalmente, das mensagens, dicas e avisos que a personagem dá às meninas de sua idade – as leitoras, no caso – quanto à necessidade de proteção. Existem muitos casos de meninas grávidas muito cedo, e Bel é um caso entre elas: teve que contar ao pai da criança, aos seus próprios pais, e, o mais difícil, teve que aguentar as pessoas olhando e julgando-a por ser uma mãe tão jovem.

Acho que é um livro obrigatório pra meninas que estão começando a sair, ir para festas e namorar, porque é super-rápido de ler, prende a atenção porque a leitora quer logo saber o que acontece. E, acima de tudo, ensina as meninas sobre a importância da proteção e de cuidar de si mesmas, o que é muito importante.

POSTS RELACIONADOS

26 comentários

  1. Responder

    Manu Sampaio

    04/05/2012

    Parece ser bom mesmo. Um desses livros que você lê rápido e apesar de parecer clichê, como você disse, por causa do diário e da ideia de gravidez, é um tipo de clichê essencial, que por mais que existam muitos, vão sempre servir. Beijos ♥

  2. Responder

    Layn

    04/05/2012

    Esse livro me lembrou um outro chamado Anjos no Aquário, que também e destinado ao público jovem e também trata do mesmo assunto, que é apresentado ao leitor da mesma forma: um diário.
    Também acho que esse tipo de livro é obrigatório, assim como filmes que tratam sobre esse assunto. Apesar de ser algo que todo mundo diz que já é “batido”, a gravidez na adolescência continua super recorrente, ne? Se fosse tão “batido” quanto as pessoas julgam, acho que o número de garotas que são mães antes dos 20 anos não seria tão gigantesco. Obras assim merecem destaque.

  3. Responder

    Fernanda Falleiro

    04/05/2012

    oi!!
    Nossa deve ser muito difícil ficar gravida na adolescência, eu engravidei com 25 anos, não era casada mas a gente namorava sério e assim mesmo todo mundo me olhava, teve uma amiga que até veio me indicar um lugar pra tirar, imagina que absurdo, hoje somos casados e super felizes. Conseguimos passar por tudo na boa, mas imagina um menina que nem tem a personalidade bem formada… Deve ser horrivel. Concordo com vc , também acho esse livro leitura obrigatoria. bjoss

  4. Responder

    Amanda Cristina

    04/05/2012

    Não conhecia esse livro, Gabi, mas depois de ler sua resenha e ver os pontos que ele aborda, realmente me deixou interessada. Adoro livros que vem como uma ajuda, um alerta assim… Transmite muitos conhecimentos bacanas para nós, jovens. E por mais que seja clichê falar de gravidez na adolescência, ainda assim é preciso para alertar cada vez mais. O pior é saber que mesmo quem sabe não se protege…. :/

    Beijinhos, Amanda Cristina.
    http://www.primeiro-livro.com

  5. Responder

    Sammy

    04/05/2012

    Livros em primeira pessoa nos transportam direto ao enredo, sentido o que o personagem sente e nesse caso, temos uma adolescente enfrentando situações que acontecem diariamente, achei interessante pelo fato da autora dar dicas sobre a prevenção com personagem, legal a atitude dela.

    Bjs

  6. Responder

    Aline T.K.M.

    04/05/2012

    O livro parece ser bem interessante e bastante adequado ao público adolescente, retratando mudanças, segurança, etc. E acho que o tema da gravidez é válido mesmo p/ as “mais crescidinhas”, afinal muita gente surtaria com uma gravidez inesperada, sem planos.

    bj
    escrevendoloucamente.blogspot.com

  7. Responder

    Jacqueline Braga

    04/05/2012

    Oi Gabi
    eu até gosto de livros chiclês , ainda mais esses com mensagens significativas e que acrescentam algo. A narração em forma de diário tmb me chamou atenção. Eu descobri minha gravidez com 4 anos de casada e surtei, imagino uma adolescente! Deve ser muito difícil lidar com tudo isso durante a adolescência, mas é o preço que algumas pagam por não escutar os pais rs
    bjos

  8. Responder

    'raah

    04/05/2012

    ooi (:
    eu não gosto desses tipos de livros, meio clichês de gravidez na adolescência KKKKKKKK tipo, eu acho importante sim, mas acho desanimador. Eu entendo, sei o que é certo, o que é errado e tal. Mas acho que quem gosta de coisas do tipo e tal, ou quer entender mais esse ‘universo’ parece ser bem legal KK
    beijos :*

  9. Responder

    Cristielen

    04/05/2012

    Deve ser ótimo!
    Seu blog é lindo, voltarei mais vezes florzinha;*

  10. Responder

    Manu Sampaio

    04/05/2012

    Ah, Gabi, eu indiquei seu blog lá no #FollowFriday >> http://www.garotadeallstar.com/2012/05/followfriday-fluffy.html Beijos e espero que goste ^^

  11. Responder

    Thaís

    05/05/2012

    Não conhecia este título Gabi. E gostei muito de saber que é algo relacionado à realidade de muitas pessoas e algo que está sendo ainda mais comum na sociedade, a gracidez na juventude.

    Acho ótimo um livro tratar disso de uma maneira leve, como você citou, afinal pega na “ferida” e acredito que muitas meninas pensariam seriamente em transar sem proteção.

    Adorei a resenha, bem direta e explicativa.

    Um beijão,
    Pronome Interrogativo.
    http://www.pronomeinterrogativo.com

  12. Responder

    Amanda

    05/05/2012

    Oi, Gabi!

    Não conhecia esse livro. Que capa mais fofa gente. *-* Gosto de livros narrados em forma de diário. Não sei… Mas parece que temos uma visão mais íntima do personagem, né? Gosto bastante. Que bom que o livro é bem escrito e sem dúvida pode ajudar as meninas — que como você disse — estão começando a sair, a namorar, etc… Mas não me interessei muito por ele. :{ Acho que já passei um pouco da fase pra lê-lo, hehe.

    Beijos,
    ^_^

  13. Responder

    Ludmila

    05/05/2012

    Oi Gabi,
    Não conhecia esse livro. E como vc falou, acho muito importante e válido que as meninas que estão começando a namorar e a sair leiam esse tipo de livro que apresentam como é difícil e complicado uma gravidez na adolescencia…. tudo que se perde, tudo que muda… o que nem sempre dá certo e por ai vai…
    Enfim, posso falar por experiência propria… tive meu primeiro filho beeeeem jovem, hoje ele esta com 24 anos e é minha vida (juntos com os outros dois ), e tive apoio da minha família e amigos… mas ainda assim é complicado.
    Gostei da sua resenha! Espero que muitas jovens leiam esse livro [happy]
    Beijos

  14. Responder

    Milena

    05/05/2012

    Nossa, se eu só visse essa capa eu não iria nem pensar que se trata de um livro sobre a gravidez precoce de uma menina… sério! Quando vi a capa imaginei que seria algum livro infantil ou coisa do tipo.. Isso me intrigou! Hahaha… quero ler!

    Beijos!!

  15. Responder

    Babi Lorentz

    05/05/2012

    O tema é bem atual e, mesmo assim, ainda polêmico. Mas eu acho que faltam livros que possam alertar a população (ao menos a leitora) sobre o que pode acontecer caso nós não nos cuidemos. Além de uma gravidez indesejada, há também o risco de doenças.
    Não tenho interesse em ler, pra falar a verdade, mas parece ser bacana.
    Beijão

  16. Responder

    Leandro de L.

    05/05/2012

    Oi!
    Parece ser um passatempo legal. Fiquei interessado.
    Amei a resenha. Você soube ser bem sucinta.
    Abraço…

  17. Responder

    Sabrina

    06/05/2012

    Amei, seu blog é muito lindo!
    Adoro livros de diários, são meus favoritos, e essa história parece ser muito legal vou ver se meu pai compra hoje ele pra mim!
    http://sweetdreamssah.blogspot.com.br/

    • Responder

      Fluffy - Gabriela

      06/05/2012

      Oba, que bom que gostou! Se você for comprar e ler, me conta depois o que achou!
      Beijos.

  18. Responder

    Camila Costa

    06/05/2012

    Oi Gabi!
    Ah eu gosto bastante de livros com essa tematica de gravidez adolescente, tipo Juno da vida kk eu ainda não conhecia O Diario de Anabel, mas se eu cruzar com ele vou querer ler com certezaa
    Beijinhoos *-*

  19. Responder

    Vanessa Meiser

    06/05/2012

    Eu nunca li um livro cujo tema seja Gravidez na Adolescencia e concordo com você que este possa ser um livro obrigatório para as meninas em fase de crescimento, informação nunca é demais né.

    Vanessa – Balaio

  20. Responder

    Poly

    06/05/2012

    Livros assim são ótimos para meninas que estão na adolescencia, quando eu estava nessa fase a “moda” era ler “Depois Daquela Viagem”.
    Pena que nem todos jovens se interessam pela leitura, pois a forma como os temas são abordados são ótimos para dar dicas e ensinar os adolescentes a se cuidarem melhor.
    Ótima a resenha ^^
    Bjuxxxx

  21. Responder

    Samantha M.

    06/05/2012

    Olá!!

    Eu não conhecia esse livro, mas adoro esse estilo ” cotidiano de uma teen age”.
    Também acho clichê abordar gravidez na adolescência, mesmo sendo um assunto rotineiro e polêmico… mas enfim, acho que eu iria gostar de ler o livro.

    Beijos,

    Samantha Monteiro
    Word In My Bag
    (dá uma passadinha lá)
    http://wordinmybag.blogspot.com

  22. Responder

    Barbara

    07/05/2012

    [heart] Muito legal Gabi!
    A sua resenha como sempre… perfeita!
    Adorei a capa!
    Bj

  23. Responder

    Lúcia

    08/05/2012

    Esse assunto é tão complicado. E acho que, como você disse, é o assunto que não importa quantos livros/filmes tratem dele, nunca será o suficiente.
    Seria bom que as pessoas lessem/vissem esse tipo de coisa e aprendessem, mas tem sempre aquele pensamento né “isso nunca vai acontecer comigo” e “uma vez só não vai ser problema” E se esquecem que só é necessária uma vez para se engravidar.
    Beijos

  24. Responder

    May

    09/05/2012

    Poxa, gostei da sua resenha e do tema abordado no livro, realmente, é algo que tem que ser muito discutido ainda!

    Beijinhos,
    May ;*

  25. Responder

    Michele B.

    09/05/2012

    concordo com vc, esse livro deveria ser obligatorio para as meninas
    nao conhecia, mas é bem educativo.

    http://lostgirlygirl.blogspot.com.br/

    bjos

ESCREVA UM COMENTÁRIO