Amanda Vieira – O Vale das Borboletas

resenha do livro o vale das borboletas

O Vale das Borboletas
Amanda Vieira
Editora Dracaena, 2011
256 páginas

Quando Heitor se muda para Crisálida, depois de escapar de perseguições enigmáticas em São Paulo, a vida de Maria Luisa também é afetada de forma inesperada. Isa, como ela prefere ser chamada, acaba por se envolver pelo seu misterioso primo que passa a frequentar a mesma escola onde estuda.

Um amor de tirar o fôlego, uma aventura impressionante, cercada pelos mistérios do desaparecimento da fortuna de um pintor de borboletas. Ele tenta protegê-la, ela coloca a sua vida em risco, uma perigosa paixão com um final que somente um detetive sagaz poderia imaginar.

Isa decide então confrontar o seu perseguidor, sozinha, com o coração na garganta e um tesouro em mãos. Do alto do morro do Vale das Borboletas ninguém poderá escutar o seu grito de socorro.

Há quanto tempo eu não pegava um livro que não conseguia largar? Estava lendo a série “Os Imortais” quando chegou o livro da Amanda Vieira aqui em casa. Juro que devo ter ficado admirando a capa e a diagramação por vários minutos até que abri nas primeiras páginas e comecei a ler. Na mesma hora eu larguei tudo, fui me deitar confortavelmente na cama e li várias páginas em uma tacada só.

Mas, antes de falar sobre a história, vou ser sincera sobre o que não gostei no livro (até porque se fosse meu livro, eu iria gostar que as pessoa citassem os pontos negativos para que eu melhorasse num próximo trabalho). Não sei se é porque não leio muito os novos escritores por aí, mas não me dei muito bem com a escrita do livro. Acho que, para um livro de estreia da escritora, a história é ótima, mas senti que foi pecado na escrita. O que me pareceu é que não houve revisão do texto. Apesar de haver dois nomes de revisores nas informações sobre o livro (não sei se isso se dá por parte da escritora ou da editora, enfim), algumas frases ficaram compridas e confusas demais, e noutras eu vi que faltaram vírgulas e foram deixados assuntos diferentes na mesma sentença. Tive que, mentalmente, separar as frases para que eu entendesse o contexto. Isso me atrapalhou com o passar da história, porque parecia que, sem as frases separadinhas e organizadas, os personagens estavam falando tudo muito rápido, e às vezes eu me perdia no meio das explicações. Mas é algo que a Amanda tem a capacidade de melhorar num próximo livro, que tenho certeza de que virá, pois capacidade e imaginação é o que não falta.

A história me prendeu desde as primeiras páginas. O romance juvenil não foi algo dramático e meloso demais, e os personagens não eram chatos e cabeça dura. A Isa é bem decidida e bem corajosa, devo afirmar, o que deixou a história bem empolgante. Heitor é o cara cheio de mistérios (nada de sobrenatural, ainda bem!) que não responde às perguntas dela e a deixa de cabelos em pé. Pra ajudar, eles são primos e Isa se condena porque não pode se deixar levar pelos sentimentos que não poderia estar sentindo por ele.

O romance dá muitas reviravoltas inesperadas e você fica sem ar ao descobrir algumas coisas e dá algumas risadas quando descobre outras. Não achei cliché, pois em momento algum eu descobri como tudo iria acabar. Claro que imaginava esse final, mas nunca do jeito como tudo aconteceu.

Apesar dos problemas que tive com a leitura, não foi algo que me impediu de apreciar a bela história criada. Só acho que, com a correção dos detalhes já ditos e um pouco mais de desenvolvimento, o enredo conseguiria ser melhor explicado e as atitudes dos personagens, às vezes, poderiam ser mais pensadas, de modo que o leitor entrasse na vida dele. Porém, como eu já disse, por ser o primeiro (de muitos!) livros, ela começou com uma história de tirar o fôlego. Recomendado!

POSTS RELACIONADOS

32 comentários

  1. Responder

    Juh Claro

    27/02/2012

    Gente, que capa é essa? :O Que coisa mais liiiiinda.
    Que pena que pecaram na revisão, tenho achado isso muito comum nos livros e toda vez me dá vontade de enviar meu currículo pras editoras me chamarem pra eu fazer um trabalho melhor, mas eu sou designer, então… haha
    A história parece ser interessante sim, me deu vontade de ler, espero ter a oportunidade de fazê-lo 🙂

    Beijo :*

  2. Responder

    Barbara

    27/02/2012

    [heart] Acredita que me apaixonei pelo livro, capa, por que será, né? Nem gosto de borboletas…hehehe!
    Fiquei curiosa para ver a diagramação, pois se você disse que é boa… [wink]
    Beijos

  3. Responder

    Erika Tammy

    27/02/2012

    ain eu amei a capa desse livro, achei muito linda e esse livro já me ganhou pela capa concerteza!
    Bom, estou muito curiosa pra ler, pois me pareceu que a história é muito boa.

  4. Responder

    Manu Sampaio

    27/02/2012

    Uau, apesar de ser um livro brasileiro (pois é, eu tenho um certo preconceito com obras brasileiras) me atraiu muito, vou ver se leio! Bjs.

  5. Responder

    Babi Lorentz

    27/02/2012

    Uma pena que existam esses problemas com a revisão do livro.
    Pelo que você disse da história e pelo que li na sinopse, parece que o livro é super interessante.
    Achei uma história bem diferente do que eu já estou acostumada e, com certeza, leria o livro se tivesse oportunidade.
    Beijão

  6. Responder

    Pamela marloch

    27/02/2012

    [smile] muito bacana a história, deu vontade de ler e já vou adicionar na minha estante do skoob. E essa coisa de que você falou sobre pontuação é realmente verdade. Quando não se tem as virgulas e os pontos no lugar correto, a coisa fica complicada. Hehehehehe, mas a história parece ser show, ainda mais por n ter coisa sobrenatural, oque já me deixa bem feliz.

    pamela marloch
    blog mil léguas

    http://milleguas.blogspot.com

  7. Responder

    Danni

    27/02/2012

    Amei sua resenha, Gabi. O livro me parece ser muito bonito e tem aquela pitada de romance que eu AMOO! Gostei do fato de ser literatura nacional porque ultimamente ela tem crescido e se desenvolvido bastante né? [wink]

    Beijos :*
    ps: obrigada pelo comentário lá no meu blog <3

  8. Responder

    Brenda S.

    27/02/2012

    Oi Gabi! Adorei a resenha. Gosto quando os blogueiros são sinceros na resenha e apontam os pontos negativos e positivos. A história parece super legal, acho que vou acabar lendo um dia, mas no momento tenho de me concentrar nos livros que estão chegando aqui… rsrsrs… Abraço! [wink]

  9. Responder

    Amanda Vieira

    27/02/2012

    Oi Gabi, adorei sua resenha. E eu já esperava que as críticas viessem por parte da escrita. Tive alguns problemas com a revisão sim, tanto que foram feitas duas revisões por parte da editora, mas que não sanou o problema, é horrível porque quem fica mal é o autor. É claro que não estou me eximindo de toda a culpa, mas de uma parte bem considerável, e como você disse, ainda vou melhorar muito, afinal, Deus não escolhe pessoas preparadas, prepara os escolhidos.
    Mas os pontos positivos que você destacou me deixaram muito feliz, pois no final das contas, é a história e essência do livro que mais importam.
    Um grande abraço e obrigada pela ótima resenha

  10. Responder

    Michelly Melo

    27/02/2012

    É como dizem: as criticas são sempre bem vindas, porque é uma forma melhorar. Mas só pela capa já me deu uma vontade enorme de ler! E se o livro for tão bom quanto você disse eu tenho certeza que eu vou adorar lê-lo. Um beijoe uma ótima semana para você Gabi! [happy]

  11. Responder

    Flávia Pachêco

    27/02/2012

    Oláa Gabi *-*

    Esse livro da Amanda é MARAVILHOSO né!! Eu tinha me inscrito no booktour, mas minha mãe fez eu cancelar porque não queria que eu participasse de nada assim :/ Fiquei super triste, mas fazer o que né. Quem sabe mais pra frente, quando eu tiver dindin, dai eu compro ele!

    Isso dos errinhos acho que é super normal. Já li um livro de uma autora nacional, no qual a revisão deixou muito a desejar também, o que fez com que eu não entendesse algumas passagens e falas, mas o importante é a história né? E pelo que parece essa no Vale das Borboletas é super diferente e criativa *-*

    Adorei o livro, a capa, a sinopse e principalmente, a resenha, rs.

    Beijão,
    @flafsbp
    { http://17ezesseteinvernos.blogspot.com/ }

  12. Responder

    Ludmila

    27/02/2012

    Gabi,
    O livro já conquista pela capa… que coisa mais fofa…
    Ai vc comentou sobre a diagramação (amo uma diagramação bem feita, bem trabalhada, fofa e feita com carinho e capricho).
    Vc diz que o livro te prendeu, que você fica sem ar ao descobrir algumas coisas e dá algumas risadas quando descobre outras e que vc recomenda, apesar dos erros na revisão (o que é uma pena).
    Mas fiquei interessada em lê-lo e conhecer sua história.
    Muito boa sua resenha, flor!
    Beijos

  13. Responder

    Poly

    27/02/2012

    Ahhh!! Fiquei morrendo de vontadee de ler esse livro *___*
    Parece ser bom mesmo 😀
    Bjuxxxxx

  14. Responder

    Dud's

    28/02/2012

    oi querida,
    gostei da sinopse, me pareceu bem interessante,
    É ruim quando um livro tem erros na edição ou na revisão, dificulta muito a leitura se a historia nao for muuuito interessante :S
    boa semana
    ;*

  15. Responder

    Michelle

    28/02/2012

    A capa é linda mesmo! Legal ver gente nova despontando…
    bjo

  16. Responder

    Lu Piras

    28/02/2012

    Oi Gabi!

    Sua resenha está impecável. Sincera, ponderada, ressaltando o que é pertinente de forma objetiva e concisa. Estou torcendo muito pelo sucesso da Amanda. Ela fez um trabalho lindo neste livro e merece muito carinho e sucesso. Literatura nacional firme e forte! Quero O Vale das Borboletas pra mim! *-*

    Beijocas,

    Lu
    http://www.equinocioaprimavera.blogspot.com

  17. Responder

    Adrian Mcoy

    28/02/2012

    Olá! Meu nome é Adrian, tenho 25 anos, sou de Bragança Paulista. Meu site é: http://www.adrianmcoy.com
    Sou autor de 8 livros já publicados na editora Clube de Autores; segue o link de minha galeria com estes:

    http://clubedeautores.com.br/authors/39533

    Meu blog: http://mcoymx.blogspot.com
    Dei uma entrevista para o programa TODOS NA TV (Tv Mantiqueira); segue o link do vídeo da mesma:

    http://www.youtube.com/watch?v=zM27yp1BYcs

    Peço por gentileza que avalie estas coisas para que assim façamos algo. Fico no aguardo! Muito obrigado!

  18. Responder

    Camila Costa

    28/02/2012

    geeeente bebei nessa capa! Já li livros com esse probleminha de ter muita coisa numa só sentença e confundir a gente, realmente é chato, mas é algo que pode ser facilmente melhorado mesmo *-* Gostei do romance, adoro quando os caras são misteriosos isso me conquista muito *—* Interessante o livro, eu leria de boa *-* Beijoos Gabi! [happy]

  19. Responder

    Fátima Menezes

    28/02/2012

    Oi, Gabi!

    Recentemente, li uma obra excelente de um autor nacional e caí nesse mesmo problema que você encontrou. Uma história fantástica, muito bem narrada e construída, mas que peca em vírgulas e sentenças longas demais. Coincidentemente ou não, o livro pertence à mesma editora de O Vale das Borboletas. Penso que a editora precisa de uma equipe melhor para trabalhar na revisão, ou mesmo empregar mais esforço nisso. Ver uma obra incrível ser diminuída por deslizes como esses é muito triste.

    Beijos,

    Fátima Menezes – @fatimamd
    http://recantodecaliope.blogspot.com

  20. Responder

    Lúcia

    28/02/2012

    Eu sou apaixonada por essa capa, ela é muito linda! Leria só por ela haha
    A história parece ser bem legal, é uma pena saber desse problema de revisão. Eu, particularmente, tenho muita dificuldade de ler histórias nessa situação, não consigo me focar na história. E considerando erros de pontuação, fica mais difícil de entender né. É uma confusão total.
    Vou tentar ler esse livro mais para frente, ele parece ser muito legal.
    Ótima resenha, Gabi, sincera como sempre.
    Beijps

  21. Responder

    Beatriz Gosmin

    28/02/2012

    Todo autor iniciante passa por críticas, na maioria é exatamente isso: a escrita.
    Como você disse, é algo que pode melhorar e que com certeza trará bons frutos para a autora.

    Tenho uma imensa vontade de ler o livro, a história realmente parece ser diferente e única, o que é essencial para um livro se destacar.

    Beijos! [smile]
    Bia | http://www.livroseatitudes.blogspot.com

  22. Responder

    Camila Bezerra

    28/02/2012

    Linda capa, bem legal a história, gostei! E ainda mais por não ter nada sobrenatural, hehehe
    Ótima resenha!

  23. Responder

    Miriam

    28/02/2012

    Oi, Gabi!

    A história me pareceu muito boa. Eu tenho uma queda por livros juvenis. Assumo! rsr A capa é linda demais, fiquei bem interessada por todo o enredo, mas os erros me desaminam. Não dá pra ficar fazendo correção mentalmente. Só mesmo você que é um doce de pessoa pra fazer isso! [smile]

    um beijo

  24. Responder

    Kelly Barros

    29/02/2012

    Parece mesmo uma história de tirar o fôlego. Não conhecia esse livro, é por isso que gosto tanto de ler blogs literários *-* Ele parece beeem o estilo de livro que eu gosto de ler, uma mistura de mistério com romance 🙂 Quem sabe eu compre. Ah, e a capa é linda

  25. Responder

    cris dornelas

    01/03/2012

    hum…. Parece que não é tãããão bom assim. Se tem mesmo esses erros na leitura o livro já perde o encanto pra mim. Não sei, vai que a história acaba sendo boa, mas não sei se leria :S

  26. Responder

    Daniela

    01/03/2012

    Oi.

    Eu achei bem interessante a sinopse do livro, mas ainda tenho receio de ler um livro que tenha tantos tropeços na escrita.

    Contudo, eu fiquei curiosa com todas as reviravoltas que comentou e com o final surpreendente e uma história bem elaborada. E agora? Ler ou não ler? Certamente que não lerei agora, pois a fila está longa e cheia de prioridades.

    Beijos

  27. Responder

    Rafaela

    03/03/2012

    Meu deus , que capa maravilhosa , adorei a resenha !
    Esse livro com certeza vai ser um dos próximos que vou ler *-*

  28. Responder

    Leandro de L.

    03/03/2012

    Não tinha visto esse livro ainda!
    Mas parece ser bem legal a estória.
    Sua resenha ficou ótima!
    Parabéns pela resenha!

  29. Responder

    May

    03/03/2012

    Oi Gabi!
    Não tinha ouvido ainda falar desse livro, mas adoro saber que novos autores estão conseguindo divulgar suas obras. Fiquei interessada nesse. Olha, o problema da revisão não é só nesse livro em especial, quer dizer, só com autores brasileiros e novos, tem mais a ver com a revisão da editora do que a própria autora (mesmo ela sendo brasileira). Tenho visto esse problema em alguns livros, o que prejudica um pouco a leitura…

    Beijinhos,
    May ;*

  30. Responder

    Jennifer

    04/03/2012

    Só pela capa já da uma vontade imensa de ler, e com a sua resenha então, piorou tudo.

  31. Responder

    Fernanda Souza

    04/03/2012

    Ler o primeiro livro de um autor é uma grande responsabilidade. Temos que ser críticos na medida certa na hora de resenhar. Estou ansiosa para tê-lo em minhas mãos para tirar as conclusões.
    Tenho percebido que as editoras andam falhando demais na revisão. Será que é pressa de lançar? Não sei. E o pior é que não são pequenas editoras, são editoras já com um certo tempo de mercado.
    Enfim, espero que essas coisas parem de acontecer.

    É estranho ver você falando do livro O vale das Borboletas já que esse mesmo livro vai chegar aqui para mim em breve rs.
    Estou com bastante vontade de ler Presentes da Vida, acredito que em março eu leia também.
    @bia_bem eu já tinha ouvido falar, afinal a editora é parceira do blog mas achava que ele ra maior.
    Radiante e Luminoso eu não tenho vontade de ler, mas estou curiosa pelas suas resenhas.
    Lindo esse presentinho. O Fluffy merece com certeza.

    Beijos
    Leitora Incomum

  32. Responder

    Amanda Faustino

    09/03/2012

    Eu estou participando do book tour desse livro e não vejo a hora de chegar a minha vez de lê-lo. A estória parece ser realmente muito boa. Antes de saber um pouco mais sobre ela, pensei ser algo muito sobrenatural (mesmo se fosse eu ia gostar) mas me enganei total.

    Beijos,
    Mandi – Book and Cupcake.

ESCREVA UM COMENTÁRIO