Arquivos Mensais

dezembro 2013

As melhores leituras de 2013

2013 foi um ano de muitas mudanças na minha vida: me formei na faculdade, troquei de emprego e aprendi muitas coisas, crescendo com esses aprendizados. […] Tenho o meu próprio balanço do ano que está indo embora, e tenho certeza que todos vocês também têm, mas acredito que isso fica para cada um de nós. Dentre tudo isso, me vêm à mente as leituras e histórias incríveis que conheci em 2013, e isso é o que quero compartilhar com vocês. Continue lendo…

Lisa Gardner – Sangue na neve

A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D. Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. […]

E então… é Natal!

E então, quando percebemos, já é Natal. O tempo voa e, daqui a pouco, estaremos na metade do ano, e mais uma vez será Natal de novo. O que você fez de bom durante 2013? Quanto você cresceu? Quais são os seus objetivos e metas para 2014? Penso que a época do Natal e, após, de Ano Novo, é um momento de avaliar o ano que está indo embora e renovar votos para que o próximo seja ainda melhor. Aprender com as falhas, crescer com as vitórias… o importante é fazer o que amamos. Você faz o que você ama? Reflita sobre a sua vida, sobre seu momento. […]

Cecelia Ahern – O Presente

Todos os dias, Lou Suffern luta contra o tempo. Ele tem sempre dois lugares para ir, tem sempre duas coisas a fazer. Quando dorme, sonha com os planos do dia seguinte, e, quando está em casa, com a esposa e os filhos, sua mente está, invariavelmente, em outro lugar. Numa manhã de inverno, Lou encontra Gabe, um morador de rua, sentado no chão, sob o frio e a neve, do lado de fora do imenso edifício onde Suffern trabalha. […]

No clima de Natal: as decorações da minha casa

Ainda que essa época do ano seja uma legítima correria, considero o Natal como umas das datas mais importante do ano. Não pelos presentes, é claro, mas pela família reunida, pelo afeto, pela união. É um tanto clichê dizer que esta é uma época em que as pessoas tornam-se mais carinhosas, mais compreensivas pelos outros e seus sentimentos, mas é o que acontece comigo e minha família: nós não temos a tradição de fazer uma grande festa para comemorar a data, mas nos aproximamos e sempre comemoramos à nossa maneira, daquele jeito quieto e contido de dizer que nos amamos e estamos felizes por estarmos reunidos.