Ana Lemos – Sempre foi você

resenha do livro Sempre foi você

Sempre foi você
Trilogia Amores Traçados, livro 1
Ana Lemos
Editora Novo Século, 2014
264 páginas

Quando a brasileira Lucy Somel passou a morar em Nova York ela tinha apenas uma meta: concluir a faculdade de Direito e trabalhar ao lado de sua grande amiga, Anna. O amor parece não caber em seu projeto de vida, considerando os poucos, breves e decepcionantes relacionamentos. No entanto, esta linda e inteligente mulher será surpreendida por uma forcinha do destino ao conhecer seu orientador para o trabalho de conclusão do curso. Marco Salvatore é uma lenda dos Tribunais, talento que lhe garantiu a fama de ser um dos melhores advogados da cidade, porém, relacionamentos amorosos também não estão em seus planos. O desejo entre os dois é imediato, mas será o suficiente para fazer Marco mudar de ideia e iniciar um relacionamento duradouro? Ou fazer Lucy acreditar que pode viver um grande amor?

Ana Lemos, a autora do primeiro volume da trilogia Amores Traçados, é quase minha vizinha. Ela mora na cidade ao lado, e foi a partir de um amigo em comum que acabei conhecendo seu romance de estreia na literatura. Sempre foi você conta a história da estudante de direito Lucy Somel e do advogado Marco Salvatore, e não é um enredo que vai te surpreender. Porém, é daqueles livros pequenos que, muito sutilmente, fazem com que o leitor não largue as páginas até chegar ao epílogo.

resenha do livro Sempre foi você

Quando Anna Smith, a nova-iorquina que não conseguia falar muito bem a nossa língua veio para o Brasil, ela foi parar na mesma classe do ensino médio que Lucy Somel. Logo as duas se tornaram amigas, e uma ajudava a outra: Anna ganhava lições da língua portuguesa, ao passo que Lucy pôde aperfeiçoar o seu inglês. As duas eram inseparáveis e a família de Anna tinha adotado Lucy como a uma filha. Então, quando chegou a hora da família Smith voltar aos Estados Unidos, Lucy foi convidada a terminar os seus estudos no país. Porém, o que era pra ser apenas alguns meses, se tornaram anos. Lucy e Anna agora tinham um apartamento e estavam no último ano da faculdade de Direito – e começando o tão temido Trabalho de Conclusão de Curso. Quando tudo deveria manter-se sob controle, Lucy vê a sua vida virando do avesso.

E essa virada tem nome, cargo e endereço: Marco Salvatore, orientador do trabalho de conclusão e sócio de um dos maiores escritórios de advocacia da cidade. Lucy preferiria que o tal Marco fosse um velhinho meio careca que tinha decidido usar seu tempo livre para as orientações da universidade. Mas não: ele era bonito, muito bonito, e tirava o chão de Lucy com aqueles olhos azuis escuros. Ambos não queriam se envolver, mas o que se pode fazer contra o destino? E mais: o que se pode fazer quando aquele Deus Grego insinua que quer algo além das orientações profissionais?

resenha do livro Sempre foi você

É óbvio, desde o começo da história, que os personagens ficarão juntos, porém, como todo bom romance clichê, a gente não quer largar o livro até a última linha. Lucy é uma personagem decidida e madura, apesar de ser meio infantil às vezes (ela mesma reconhece isso), e Marco é o típico cara que faria qualquer mulher não conseguir desviar o olhar. Logo no começo, percebi uma pequena similaridade com Cinquenta Tons de Cinza, e durante a trama a autora revela, na voz de Lucy, que já leu o best-seller. Então, se você gostou do livro do Grey, vai gostar deste romance também – só que sem a parte do sadomasoquismo, pelo menos não nas linhas no texto.

Ana Lemos não narra a maioria das cenas de sexo entre os personagens; ela dá somente uma prévia e deixa o resto para a imaginação do leitor. Os personagens são quentes e muito ávidos um pelo outro, o que parece causar até faíscas nas páginas. Às vezes achei até meio exagerada a vontade de um pelo outro, mas de novo: o que se pode fazer contra Marco Salvatore? Os amigos de Lucy também valem um comentário aqui: Anna é aquela amiga divertidíssima e engraçada, Kat e Bia aparecem menos, mas são amigas incríveis, e Thomas é aquele amigo que você chama quando precisa de uma maquiagem de última hora. Apesar de ter adorado todos, foi Thomas que ganhou o posto de favorito. Que personagem mais fofo e hilário!

resenha do livro Sempre foi você

A narrativa é boa, mas acho que faltou um tantinho de emoção e profundidade nas cenas, assim como um pouquinho de desenvolvimento nos diálogos. Muitas vezes, tive a impressão de estar lendo o diário da Lucy, tamanha a rapidez com que ela narrava os seus dias e o que tinha feito. Isso não é algo de todo ruim, mas acredito que o romance poderia ter sido muito mais envolvente se algumas cenas mais importantes tivessem sido melhor trabalhadas e as emoções fossem mais aprofundadas.

Apesar desses detalhes, eu adorei a leitura e me apaixonei pelos personagens! Para quem gosta de uma narrativa rápida e uma história previsível, mas muito gostosa de ler, certamente vai se apaixonar por Sempre foi você. No final do livro, a autora nos dá uma prévia de quem será o personagem principal no livro seguinte, ao estilo Bella Andre, e isso me deixou muito curiosa. É dada toda a introdução durante o livro e, no fim, Ana deixa aquele suspense em aberto. O próximo livro se chamará Um amos inesperado, e acho que teremos notícias sobre ele em breve!

No blog da autora, você pode ver mais novidades e conferir uma playlist maravilhosa sobre a história de Lucy e Marco!

POSTS RELACIONADOS

2 comentários

  1. Natasha Baptista

    18.06.2015

    Uaaal.. deu vontade de ler haha <3

  2. Ana Lemos

    18.06.2015

    Obrigada pela parceria e resenha. A primeira edição esgotou e a segunda será lançada na Bienal 2015, no RJ. O segundo livro será lançado em novembro, sendo que ambos agora pela nossa nova casa, Editora Pandorga. Bjs

ESCREVA UM COMENTÁRIO

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.