Resenhas de livros

Resenhas de filmes

Lifestyle

P. L. Travers – Mary Poppins

Talvez eu tenha sido uma das poucas pessoas que ainda não conhecia a história de Mary Poppins, lançada pela primeira vez em 1934 pela autora P. L. Travers. Essa edição de capa dura da editora Zahar traz o texto na íntegra, com ilustrações originais e impecável trabalho de design. Confira o que achei desse clássico da literatura infantojuvenil.

Mary Poppins

 

Autoria:
P. L. Travers

Editora:
Clássicos Zahar

Lançamento:
2018

Páginas (nº):
232
Carregando uma maleta e um guarda-chuva, ela surgiu pela primeira vez voando, literalmente – e essa é só a primeira das surpresas que essa fabulosa babá tem para você. Um aniversário no zoológico, a história da Vaca Dançante, um chá da tarde nos ares, delicados remendos no céu noturno… Mary Poppins é durona e misteriosa, e também irresistível!

Mary Poppins é uma babá nada convencional: ela chega ao número dezessete da Cherry Tree Lane trazida pelo vento leste, carregando sua mala e seu guarda-chuva. As crianças a observam pousar e ser elegantemente levada pela brisa até o portão de sua casa e, após isso, até o seu saguão de entrada.

Mas não é somente isso que faz Mary Poppins ser uma personagem fora do comum. Ela consegue se comunicar com o vento, os pássaros, as árvores, as flores; ela viaja para outros lugares, para dentro de pinturas; ela consegue colar estrelas no céu noturno. Tudo isso envolto em mistério e escondido sob suas feições permanentemente mal humoradas e seu humor ácido e direto.

P. L. Travers nos presenteia com uma série de pequenos contos, que narram a passagem da excêntrica e vaidosa babá na casa da família Banks. As aventuras com os pequenos irmãos Jane e Michael envolvem desde chá da tarde pelos ares, um passeio noturno pelo zoológico na companhia dos animais, até vacas dançando e dando saltos ao redor da lua.

Porém, não ouse perguntar à Mary Poppins sobre esses eventos depois: ela vai negar e rechaçar qualquer comentário.

mary poppins zahar

Um prato cheio de fantasia inocente e de detalhes minuciosos (mas sem cansar), uma imaginação que foge do padrão comum e histórias que realmente nos transportam para mundos muito além do que podemos conceber. Essa é, para mim, a essência de Mary Poppins. O primeiro de vários livros da personagem que pode ser tudo, menos comum.

Esse é um livro de histórias infantojuvenis, mas que pode ser aproveitado pelas crianças adultas também! Tenho certeza que você vai se divertir e fugir da rotina ao acompanhar as andanças e aventuras de Mary – e até ficar com saudade quando, rapidinho, fechar a última página.

Francesc Miralles e Héctor García – Ichigo-ichie

Francesc Miralles e Héctor García – Ichigo-ichie

ler artigo
Maya Thoresen – Hygge: O Segredo Dinamarquês para a Felicidade

Maya Thoresen – Hygge: O Segredo Dinamarquês para a Felicidade

ler artigo
Friends: O livro de receitas oficial

Friends: O livro de receitas oficial

ler artigo

Comente este post!